Buscar

Documentário relata o drama das minas antipessoais e suas vítimas. O país com mais casos de acidentes e mortes do mundo fica aqui pertinho: é a Colômbia.

Reportagem
3 de fevereiro de 2012
12:21
Este artigo tem mais de 12 ano

Nem na África, nem no Oriente Médio: o país do planeta com maior ocorrência de acidentes e mortes causadas por minas terrestres e Explosivos Remanescentes de Guerras (ERGs) fica na América do Sul. Trata-se da Colômbia. E a concentração é ainda maior no norte do país. É esse é o tema do documentário “América Minada”, de 2007, produzido pelos jornalistas Vinicius Souza e Maria Eugênia Sá, que a Pública traz aos seus leitores pela primeira vez na internet.

Hoje, a Colômbia é signatária do Tratado de Ottawa – convenção internacional que proíbe o uso, armazenamento, produção e transferência de minas terrestres. Ainda assim, todos os dias cerca de três pessoas são vítimas de minas terrestres na Colômbia. Os artefatos, abandonados após guerras civis ou plantadas recentemente por grupos armados, vitimam crianças, soldados, trabalhadores e já viraram um problema de saúde pública.

Vejam o documentário.

Precisamos te contar uma coisa: Investigar uma reportagem como essa dá muito trabalho e custa caro. Temos que contratar repórteres, editores, fotógrafos, ilustradores, profissionais de redes sociais, advogados… e muitas vezes nossa equipe passa meses mergulhada em uma mesma história para documentar crimes ou abusos de poder e te informar sobre eles. 

Agora, pense bem: quanto vale saber as coisas que a Pública revela? Alguma reportagem nossa já te revoltou? É fundamental que a gente continue denunciando o que está errado em nosso país? 

Assim como você, milhares de leitores da Pública acreditam no valor do nosso trabalho e, por isso, doam mensalmente para fortalecer nossas investigações.

Apoie a Pública hoje e dê a sua contribuição para o jornalismo valente e independente que fazemos todos os dias!

apoie agora!

Quer entender melhor? A Pública te ajuda.

Faça parte

Saiba de tudo que investigamos

Fique por dentro

Receba conteúdos exclusivos da Pública de graça no seu email.

Artigos mais recentes