Quatro pautas foram selecionadas entre 149 inscritos; bom nível das propostas apresentadas desafiou os jurados

Quatro pautas foram selecionadas entre 149 inscritos; bom nível das propostas apresentadas desafiou os jurados

15 de abril de 2013
13:07
Este texto foi publicado há mais de 9 anos.

Os jurados Jan Rocha, Leonardo Sakamoto, Eliane Brum, Carlos Azevedo e Ivana Moreira suaram para escolher os vencedores do II Concurso de Microbolsas da Pública. “Foi muito, muito difícil selecionar quatro. A qualidade das pautas é excelente, dá muita pena mesmo não poder aprovar todas”, resume a jurada e experiente repórter, Eliane Brum.

Foram 149 pautas inscritas por estudantes, jornalistas experientes e profissionais de outras áreas, que vivem nas cinco regiões do Brasil. Como diz a premiada jornalista Ivana Moreira,  ex-diretora da Abraji, atualmente é editora-chefe da Veja BH: “É muito bom ver que há tanta gente boa espalhada pelo país, com disposição para cutucar, denunciar e provocar mudanças”.

Quatro deles foram escolhidos para trabalhar com a Pública pelos próximos meses, confira aqui:

Coletivo Nigéria: formado por 4 jornalistas, o Coletivo trabalha há mais de 2 anos com foco em produções audiovisuais e assessoria de comunicação de movimentos civis organizados;
André Campos: já colaborou com veículos como Brasil de Fato, ONG Repórter Brasil e Carta Capital e foi finalista do Prêmio Esso de Reportagem em 2009 pela investigação jornalística “Amazônia S/A: quem se beneficia com a devastação da Amazônia?”, publicada na edição nº 15 do Observatório Social em Revista;
– Eliza Capai: atua como repórter e videomaker independente e tem preferência por temas ligados a cultura, gênero e sociedade. Foi vencedora do Prêmio CNT de Jornalismo na categoria meio ambiente pelo documentário Cicloativistas. Atualmente finaliza seu primeiro longa, o documentário Tão Longe  Aqui, uma reflexão sobre a situação feminina a partir de uma viagem pela Africa;
Maria Elena da Luz: jornalista há 32 anos, já passou por diversos veículos e editorias, como segurança pública, economia, cultura e turismo. Já trabalhou com vídeo e fotografia e atualmente desenvolve pesquisas em projetos relacionados a direitos humanos.

A alta qualidade das pautas acabou resultando em empate entre votos dos conselheiros. Para garantir a isenção no desempate, Natalia Viana, que é amiga de Eliza Capai, se absteve da votação final, deixando a escolha a cargo de Marina Amaral, diretora de jornalismo da Pública.

Como destaca Carlos Azevedo, premiado repórter e fundador da revista Realidade, o nível das pautas subiu muito em relação à edição anterior do concurso, no ano passado, e todas as pautas eram viáveis. Isso demonstra que, ao contrário do que se discute, a reportagem ainda desperta interesse tanto dos repórteres como do leitor e há uma infinidade de histórias que merecem – e devem – ser contadas com entusiasmo e responsabilidade.

Para todos aqueles que acreditam na reportagem e no poder transformador de uma história bem contada, muito obrigada! Vamos juntos apreciar as realizações desses talentos que participaram do concurso, buscando contribuir para o acesso à informação e o prazer da leitura em nosso país.

Seja aliada da Pública

Todos precisam conhecer as injustiças que a Pública revela. Ajude nosso jornalismo a pautar o debate público.

Mais recentes

Redes sociais fecham parceria com TSE, mas não deixam claro como irão banir desinformação

26 de maio de 2022 | por

Plataformas prometem divulgar conteúdo oficial sobre as eleições e identificar postagens de políticos, mas há dúvidas se conteúdos falsos sobre processo de votação serão banidos

O presidente Jair Bolsonaro participou no domingo 8/8/2021 de um passeio de moto em Brasília em homenagem ao Dia dos Pais. A manifestação reuniu apoiadores do presidente, que se concentraram em frente ao Palácio do Planalto, na Praça dos Três Poderes.

PSB e PT monitoram extremistas de direita durante eleições

25 de maio de 2022 | por

Grupos de inspiração paramilitar, CACs e neonazistas estão no radar dos partidos que apoiam a candidatura de Lula

Imagem mostra extensão da Serra do Curral, área de preservação de mata nativa em Minas Gerais

Zema coloca prima de chefe de mineradora em órgão que decide mineração na Serra do Curral

23 de maio de 2022 | por

Presidente anterior do Iepha foi exonerado após enviar ofício ao Ministério Público revelando possível ilegalidade no processo de licenciamento do empreendimento da Tamisa