Os ministros do TSE vão julgar três pontos centrais: cassação; se cabe ou não separar a responsabilização de presidente e vice e inelegibilidade dos dois políticos

Os ministros do TSE vão julgar três pontos centrais: cassação; se cabe ou não separar a responsabilização de presidente e vice e inelegibilidade dos dois políticos

5 de junho de 2017
16:45

Em 2015, logo após a reeleição de Dilma Rousseff, a operação Lava Jato ainda estava no começo quando a coligação encabeçada pelo PSDB, o partido derrotado, já havia proposto a primeira ação contra a chapa Dilma-Temer.

De lá para cá foram quatro ações. Em março de 2016, as ações foram reunidas na AIJE 1943-58 e passaram a ter andamento conjunto, ou seja, testemunhas, colhimento de provas, petições etc passaram a ser utilizadas para os quatro processos.

A coligação derrotada alega que a eleição da chapa Dilma-Temer se mostrou viciada pelo abuso de poder econômico, político, fraude, “relevando-se ilegítima”.

Atualmente, o processo com 29 volumes e mais de 8 mil páginas ouviu mais de 50 testemunhas e está focado em 23 acusações, chamadas de “causas de pedir”.

O que mais está em jogo no julgamento de amanhã? Explicamos na animação a seguir. 

O que está em jogo no julgamento da chapa Dilma-Temer from Agência Pública on Vimeo.

Seja aliada da Pública

Faça parte do nosso programa de apoio recorrente e promova jornalismo investigativo de qualidade. Doações a partir de R$ 10,00/mês.

Mais recentes

A mineração em terra indígena com nome, sobrenome e CNPJ

20 de fevereiro de 2020 | por , , , , e

Levantamento exclusivo revela explosão de processos desde 2019 e lista os beneficiários com mais pedidos minerários em TIs: políticos, cooperativas de garimpo e até um artista plástico paulista

PL da Mineração: “É como se o Estado decidisse legalizar o homicídio por não saber controlar”, diz subprocurador-geral da República

20 de fevereiro de 2020 | por

Em entrevista à Pública, Antônio Carlos Bigonha, que medeia a relação de indígenas com o Estado, alerta que, se há uma ideologia a ser defendida, é a ideologia da Constituição de 1988

Enquanto Brasil debate isenção de agrotóxicos, Europa tem imposto maior para os mais tóxicos

19 de fevereiro de 2020 | por e

STF decide hoje sobre benefícios ao comércio de agrotóxicos, isenções chegam a 10 bilhões de reais por ano