Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

Candidato fez comparação para tentar mostrar seu bom desempenho na área de segurança, mas frase pode ser interpretada de duas maneiras

19 de setembro de 2018
Valter Campanato/ Agência Brasil
Geraldo Alckmin (PSDB) discursa durante o evento da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), em agosto: total de homicídios em SP superou o de cidades americanas citadas
Alckmin discursa durante o evento da Unecs, em agosto: total de homicídios em SP em números absolutos superou o de cidades americanas citadas

“[São Paulo tem] menos homicídios que Chicago, que Washington, nos Estados Unidos.” – Geraldo Alckmin (PSDB), em sabatina da FAAP e Estadão.

Discutível

Em sua campanha presidencial, Geraldo Alckmin (PSDB) tem destacado a alta queda dos homicídios em São Paulo durante seus mandatos como governador. Em sabatina realizada pela Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP) e pelo jornal O Estado de S. Paulo no dia 6 de setembro, o candidato disse que o número de homicídios de São Paulo é menor do que o das cidades americanas de Washington e Chicago.

Segundo dados oficiais, tanto o estado quanto a cidade de São Paulo tiveram números absolutos muito maiores de homicídios do que essas cidades, mas as taxas por 100 mil habitantes são, de fato, menores. Ou seja, há duas interpretações possíveis para a frase. Por isso, o Truco – projeto de checagem da Agência Pública – classificou a afirmação como discutível.

A assessoria do candidato não enviou a fonte usada pelo candidato. De acordo com o Anuário de Segurança Pública de 2018, foram registradas 4.831 mortes violentas no estado de São Paulo em 2017. Já a cidade de São Paulo registrou 1.344 mortes violentas.

Chicago e Washington registraram números muito menores. A primeira, segundo dados do departamento de polícia local, teve 476 homicídios em 2017 – menos da metade dos homicídios na cidade de São Paulo e menos de 10% do estado. Já Washington, capital dos Estados Unidos, teve 116 homicídios em 2017 – 8% do número registrado na cidade de São Paulo e 2% do registrado no estado.

Taxas de homicídio

Como as cidades americanas são menos populosas do que São Paulo, apenas as taxas de homicídio por 100 mil habitantes registradas foram maiores. Em Chicago, cidade com 2,7 milhões de pessoas, foram 17,5 homicídios por 100 mil habitantes. Já em Washington, cuja população é de 694 mil pessoas, ocorreram 16,7 homicídios por 100 mil habitantes. No estado de São Paulo, a taxa foi de 10,7 por 100 mil habitantes e, na capital paulista, de 11,1 por 100 mil habitantes.

A assessoria de imprensa do candidato foi informada sobre o selo, mas não respondeu no prazo estabelecido.

Truco

Este texto foi produzido pelo Truco, o projeto de fact-checking da Agência Pública. Entenda a nossa metodologia de checagem e conheça os selos de classificação adotados em https://apublica.org/truco. Sugestões, críticas e observações sobre esta checagem podem ser enviadas para o e-mail truco@apublica.org e por WhatsApp ou Telegram: (11) 99816-3949. Acompanhe também no Twitter e no Facebook. Desde o dia 30 de julho de 2018, os selos “Distorcido” e “Contraditório” deixaram de ser usados no Truco. Além disso, adotamos um novo selo, “Subestimado”. Saiba mais sobre a mudança.

Explore também

Reforma da Previdência: sobra dinheiro na seguridade social?

20 de abril de 2017 | por

Checamos a afirmação de que as contas do sistema tiveram um superávit de R$ 658 bilhões de 2005 a 2015

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles quer disputar a Presidência: em pesquisa, tem 1% das intenções de voto

Meirelles defende governo Temer com dados falsos e distorção

23 de maio de 2018 | por , , e

Pré-candidato do MDB cita números errados sobre inflação e desemprego, mas acerta peso da Previdência na dívida pública

6 fatos sobre a reforma da Previdência

24 de março de 2017 | por , e

Confira seis informações que já checamos sobre a polêmica proposta do governo Temer, alvo de protestos em todo o país

Mais recentes

Vídeo falso diz que eleições de 2014 foram fraudadas

27 de outubro de 2018 | por

Vídeo de suplente de deputada coloca em dúvida eleições de 2014 com dados irreais e um "especialista" não identificado

Em economia, Bolsonaro cita dados falsos e Haddad subestima e acerta

26 de outubro de 2018 | por , e

Em 4 frases checadas, presidenciável do PSL usou informações falsas; já Haddad citou número inferior ao real e fez uma afirmação correta

Alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal realizam atividades: candidatos têm propostas distintas para a área

Haddad exagera e Bolsonaro erra em frases sobre educação

26 de outubro de 2018 | por e

Números foram superestimados por candidato do PT, enquanto presidenciável do PSL citou informações falsas

Login para aliados

Participe e seja aliado.

Fechar