Agência de Jornalismo Investigativo

Candidato fez comparação para tentar mostrar seu bom desempenho na área de segurança, mas frase pode ser interpretada de duas maneiras

19 de setembro de 2018
Valter Campanato/ Agência Brasil
Geraldo Alckmin (PSDB) discursa durante o evento da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), em agosto: total de homicídios em SP superou o de cidades americanas citadas
Alckmin discursa durante o evento da Unecs, em agosto: total de homicídios em SP em números absolutos superou o de cidades americanas citadas

“[São Paulo tem] menos homicídios que Chicago, que Washington, nos Estados Unidos.” – Geraldo Alckmin (PSDB), em sabatina da FAAP e Estadão.

Discutível

Em sua campanha presidencial, Geraldo Alckmin (PSDB) tem destacado a alta queda dos homicídios em São Paulo durante seus mandatos como governador. Em sabatina realizada pela Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP) e pelo jornal O Estado de S. Paulo no dia 6 de setembro, o candidato disse que o número de homicídios de São Paulo é menor do que o das cidades americanas de Washington e Chicago.

Segundo dados oficiais, tanto o estado quanto a cidade de São Paulo tiveram números absolutos muito maiores de homicídios do que essas cidades, mas as taxas por 100 mil habitantes são, de fato, menores. Ou seja, há duas interpretações possíveis para a frase. Por isso, o Truco – projeto de checagem da Agência Pública – classificou a afirmação como discutível.

A assessoria do candidato não enviou a fonte usada pelo candidato. De acordo com o Anuário de Segurança Pública de 2018, foram registradas 4.831 mortes violentas no estado de São Paulo em 2017. Já a cidade de São Paulo registrou 1.344 mortes violentas.

Chicago e Washington registraram números muito menores. A primeira, segundo dados do departamento de polícia local, teve 476 homicídios em 2017 – menos da metade dos homicídios na cidade de São Paulo e menos de 10% do estado. Já Washington, capital dos Estados Unidos, teve 116 homicídios em 2017 – 8% do número registrado na cidade de São Paulo e 2% do registrado no estado.

Taxas de homicídio

Como as cidades americanas são menos populosas do que São Paulo, apenas as taxas de homicídio por 100 mil habitantes registradas foram maiores. Em Chicago, cidade com 2,7 milhões de pessoas, foram 17,5 homicídios por 100 mil habitantes. Já em Washington, cuja população é de 694 mil pessoas, ocorreram 16,7 homicídios por 100 mil habitantes. No estado de São Paulo, a taxa foi de 10,7 por 100 mil habitantes e, na capital paulista, de 11,1 por 100 mil habitantes.

A assessoria de imprensa do candidato foi informada sobre o selo, mas não respondeu no prazo estabelecido.

Truco

Este texto foi produzido pelo Truco, o projeto de fact-checking da Agência Pública. Entenda a nossa metodologia de checagem e conheça os selos de classificação adotados em https://apublica.org/truco. Sugestões, críticas e observações sobre esta checagem podem ser enviadas para o e-mail truco@apublica.org e por WhatsApp ou Telegram: (11) 99816-3949. Acompanhe também no Twitter e no Facebook. Desde o dia 30 de julho de 2018, os selos “Distorcido” e “Contraditório” deixaram de ser usados no Truco. Além disso, adotamos um novo selo, “Subestimado”. Saiba mais sobre a mudança.

Mais recentes

Deputado Jair Bolsonaro fala com a imprensa sobre ter virado réu no STF, pela sua declaração que "Não estupraria Maria do Rosário porque ela não merece"

Haddad não criou o ‘kit gay’

11 de outubro de 2018 | por

Jair Bolsonaro (PSL) acusa adversário de ter sido responsável pela idealização de material escolar contra homofobia, mas iniciativa surgiu do Legislativo

Paulo Maluf, na época em que era deputado federal: político perdeu várias eleições em SP

Haddad erra histórico eleitoral de Paulo Maluf

10 de outubro de 2018 | por

Político não teve mais de 45% dos votos no 1º turno em duas eleições e perdeu várias disputas em São Paulo – quando ultrapassou esse porcentual, ganhou no 2º turno

Mensagem falsa diz que Haddad autorizou livro infantil que trata de incesto

9 de outubro de 2018 | por

Obra foi avaliada pelo governo e distribuída em escolas públicas quando o candidato do PT não era mais ministro da Educação

Truco!

Bolsonaro não rejeitou aliança com Helder Barbalho: seu partido está coligado com MDB no Pará

16 de outubro de 2018

É falsa a imagem que reproduz suposta postagem do candidato Jair Bolsonaro declarando que jamais se aliaria “a uma família de corruptos”, em referência à família Barbalho. A coligação liderada por Helder Barbalho (MDB) recebe apoio do PSL, partido de Bolsonaro.

Lei para concessão de estradas não foi aprovada no primeiro ano de mandato de Sartori

16 de outubro de 2018

Segundo o candidato do PSDB, atual governador teria permissão legal para conceder estradas estaduais à iniciativa privada desde o primeiro ano de governo. No entanto, lei só entrou em vigor em 2016, no segundo ano de gestão

Márcio França subestima número de presos de SP em 1998

15 de outubro de 2018

Ao falar sobre aumento da população carcerária em 20 anos, governador desconsiderou pessoas que estavam detidas em carceragens

Explore também

Exagerado, distorcido ou discutível

Homossexualidade como opção. Não é bem assim, Stefano Aguiar!

11 de setembro de 2015 | por

“Cabe à pessoa querer ser gay ou querer deixar de ser gay, assim como cabe à pessoa procurar ou não um profissional para ajudá-la em suas decisões.” – Stefano Aguiar (PSB-MG), deputado federal, no plenário, terça-feira (8)

Ministro usa informação falsa ao criticar Dilma por transposição do São Francisco

30 de março de 2017 | por

Moreira Franco disse que governo Temer fez em seis meses o que a ex-presidente não conseguiu em seis anos

Agentes do Comando de Operações Táticas, da Polícia Federal: efetivo da corporação tem sido um dos temas abordados pelos candidatos

5 frases dos presidenciáveis sobre segurança pública

13 de agosto de 2018 | por , e

Veja os acertos, exageros e erros de Lula, Bolsonaro, Alckmin, Ciro e Marina em falas sobre intervenção no Rio, homicídios, polícia, drogas e violência contra a mulher