Buscar

A 11ª edição das Microbolsas, feita em parceria com o Instituto Clima e Sociedade (iCS), recebeu 126 inscrições de estudantes de jornalismo das cinco regiões do país

Da Redação
17 de abril de 2020
08:00
Este artigo tem mais de 4 ano

Em fevereiro a Agência Pública lançou em parceria com o Instituto Clima e Sociedade (iCS) a 11ª edição das Microbolsas de Reportagem, projeto que realizamos desde 2012 e que oferece bolsas e mentoria para que jornalistas de todo o país produzam reportagens investigativas. Desta vez, fomos buscar estudantes de jornalismo interessados em investigar a mobilidade urbana em suas cidades.

Recebemos 126 inscrições de todas as cinco regiões do Brasil. As pautas propõem investigar questões como os problemas do transporte público em diferentes lugares do país, a falta de acesso ou desigualdade de gênero no transporte e planos de mobilidade urbana, entre outros.

Após analisarmos cada pauta, definimos quais são as cinco pautas que vão receber as microbolsas de R$ 5 mil. Por conta da pandemia de Covid-19, todos os repórteres e colaboradores da Agência Pública estão trabalhando de casa e indo a campo só quando é extremamente necessário e seguindo estritamente as recomendações da Abraji. Teremos o mesmo cuidado quanto aos microbolsistas, que serão orientados pelos editores da Agência Pública para produzir as pautas.

Conheça abaixo os vencedores:

Ana Laura Passos Pinheiro, Isadora Martins e Millena Campello, estudantes da Universidade de Brasília – Passaram pela Facto, empresa júnior (EJ) de Comunicação da UnB e pelo projeto de extensão SOS Imprensa. Terminando o período na EJ, começaram a estagiar. Millena e Isadora foram para o Correio Braziliense, onde aprenderam o dia-a-dia de uma redação e Ana Laura foi para uma agência de marketing, onde aprendeu redação para os meios digitais. Recentemente, Millena começou a estagiar na Globo Brasília.

Andressa Navarro Almenara e Bárbara Vitória de Moraes, estudantes da Universidade Metodista de São Paulo – Andressa já foi finalista do Prêmio Autoinforme de Jornalismo Automotivo com uma matéria sobre mobilidade urbana na cidade de SP. Faz parte do Touch News (@touchnews_), um projeto de jornal dentro do Instagram. Bárbara acredita que a pesquisa é uma das armas do jornalismo. A matéria que mais se orgulha fala dos ex-combatentes da II Guerra Mundial do ABC, na qual desafiou suas habilidades em apuração e levantamento de dados. Juntas também realizaram o portal Raízes, um long form, estilo UOL TAB.

Giovanna Cristina Marinho da Silva e Gabriela Eduarda Lobato Alves, estudantes do Centro Universitário do Norte – Participam do programa de Iniciação Científica da faculdade. Giovanna pesquisa a Educação Midiática no combate a desinformação e Gabriela analisa as notícias de jornais locais sobre o massacre no Complexo Penitenciário Anísio Jobim em 2017. Participam também de um projeto de TV, no qual Gabriela atua como editora-executiva e Giovanna como repórter, cargo que também desenvolve em outro projeto acadêmico, o Programa Saber Viver de rádio, em que é locutora.

João Vitor Costa, estudante da Universidade Federal do Rio de Janeiro – Morando no subúrbio, o ônibus sempre foi o único transporte possível. Em 2019 foi o primeiro da família a entrar em uma Universidade Federal. Gosta de ouvir e contar histórias, por isso optou pelo Jornalismo. Hoje, aos 19 anos, passa 4 horas por dia em ônibus para ir à UFRJ. Por conhecer bem o problema, tem interesse em investigá-lo.

Larissa Costa dos Anjos Araújo e Giovanna Hemerly Gonçalves das Neves, estudantes da Universidade Federal da Bahia – Atuam como bolsistas no projeto de extensão Agência de Notícias em Ciência e Cultura, onde produzem conteúdo voltado para o jornalismo científico, escrevendo sobre iniciativas culturais, notícias sobre ciência e tecnologia. Foram voluntárias em outro projeto de extensão da faculdade, que rendeu a submissão da Revista Jaé ao Congresso regional Nordeste da Intercom, em 2018.

Não é todo mundo que chega até aqui não! Você faz parte do grupo mais fiel da Pública, que costuma vir com a gente até a última palavra do texto. Mas sabia que menos de 1% de nossos leitores apoiam nosso trabalho financeiramente? Estes são Aliados da Pública, que são muito bem recompensados pela ajuda que eles dão. São descontos em livros, streaming de graça, participação nas nossas newsletters e contato direto com a redação em troca de um apoio que custa menos de R$ 1 por dia.

Clica aqui pra saber mais!

Quer entender melhor? A Pública te ajuda.

Faça parte

Saiba de tudo que investigamos

Fique por dentro

Receba conteúdos exclusivos da Pública de graça no seu email.

Artigos mais recentes