Adicione nosso novo número para receber conteúdos gratuitos diariamente

Adicione nosso novo número para receber conteúdos gratuitos diariamente

4 de novembro de 2020
14:33
Este texto foi publicado há mais de 1 ano.

Com mais de 120 milhões de usuários ativos mensalmente, o WhatsApp é fonte de informação para a maior parte dos brasileiros: 79% disseram receber notícias sempre pela rede social, segundo uma pesquisa realizada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado.

Para levar o jornalismo confiável e corajoso a todos os leitores, a Agência Pública envia pelo WhatsApp resumos diários das nossas mais recentes reportagens sobre o governo Jair Bolsonaro, o impacto dos agrotóxicos no meio ambiente e violações de direitos humanos. 

Como fazer parte da nossa lista:  

  • Adicione o nosso novo número: (11) 98886-8465. Esta etapa é essencial, pois o aplicativo exige que o usuário tenha o número registrado nos contatos para receber as mensagens da lista de transmissão. 
  • Clique neste link para enviar uma mensagem e solicitar entrada. 
  • Aguarde e em breve os resumos chegarão em seu celular! 

As mensagens também são enviadas pelo Telegram –  basta entrar nesta lista.

Seja aliada da Pública

Investigar as ameaças à democracia é nossa forma de protegê-la.

Mais recentes

Presidente do Proarmas em visita a um clube de tiro na zona rural de Sidrolândia (MS)

Armamentistas incentivam aumento de armas de fogo e clubes de tiro no campo

15 de agosto de 2022 | por

Líderes do Proarmas dão palestras em sindicatos rurais e fundam braço voltado para o armamento de produtores rurais

Comida mais cara e produção menor: Cinturão Verde de SP sofre com mudanças climáticas

12 de agosto de 2022 | por e

Temperatura mais alta combinada com chuvas escassas e eventos extremos impactam produção de agricultores responsáveis boa parte das hortaliças da capital

Ato Ditadura Nunca Mais, em 2019

Projeto quer escavar e esquadrinhar em SP um dos piores centros de tortura da ditadura

11 de agosto de 2022 | por

Pela primeira vez no país, um projeto arqueológico, histórico e forense pretende devassar o terreno e as edificações da antiga sede do DOI-Codi paulista em busca de respostas