Buscar

Você ou alguém que conhece enfrentou agressões, xingamentos ou ameaças durante a campanha ou a votação? Conte para nós e ajude a garantir eleições livres e democráticas

Da Redação
10 de novembro de 2020
14:16
Este artigo tem mais de 3 ano

Tudo indica que a eleição municipal de 2020 deve ser uma das mais violentas desde a redemocratização do Brasil. Pelo menos dez candidatos foram assassinados desde setembro e quase 80 pessoas foram mortas por motivações políticas desde o início do ano. Monitorar os casos de intimidação aos eleitores é essencial para garantir eleições livres e democráticas. Por isso, nas eleições de 2018, a Agência Pública realizou um levantamento que confirmou mais de 135 casos de agressões durante as semanas que antecederam as eleições presidenciais. Esse ano, nos juntamos a 7 organizações de jornalismo independente para para documentar esse problema. 

Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. 

Você passou por alguma situação de violência durante a campanha ou no dia da eleição? Presenciou alguma agressão ou xingamento? Ficou sabendo de um episódio como esse pelas redes sociais ou imprensa local? 

Conte sua história e nos ajude a mapear casos de violência nas eleições de 2020. Suas denúncias serão apuradas por um consórcio de meios independentes e premiados — Agência Pública, Agência Saiba Mais, Amazônia Real, Gênero e Número, Marco ZeroPonte Jornalismo, Portal Catarinas e Projeto Colabora.

Para enviar seu relato, responda o questionário abaixo. 

Se preferir, mande um email para participe@apublica.org ou uma mensagem no WhatsApp para (11) 98886-9401.

Que história você quer contar sobre violência na eleição de 2020? 

Nós garantimos que a sua identidade será protegida e as informações que você fornecer neste questionário só serão publicadas com a sua permissão. Este é apenas um primeiro contato entre você e nossos repórteres.

This form requires JavaScript to complete.

Precisamos te contar uma coisa: Investigar uma reportagem como essa dá muito trabalho e custa caro. Temos que contratar repórteres, editores, fotógrafos, ilustradores, profissionais de redes sociais, advogados… e muitas vezes nossa equipe passa meses mergulhada em uma mesma história para documentar crimes ou abusos de poder e te informar sobre eles. 

Agora, pense bem: quanto vale saber as coisas que a Pública revela? Alguma reportagem nossa já te revoltou? É fundamental que a gente continue denunciando o que está errado em nosso país? 

Assim como você, milhares de leitores da Pública acreditam no valor do nosso trabalho e, por isso, doam mensalmente para fortalecer nossas investigações.

Apoie a Pública hoje e dê a sua contribuição para o jornalismo valente e independente que fazemos todos os dias!

apoie agora!

Quer entender melhor? A Pública te ajuda.

Faça parte

Saiba de tudo que investigamos

Fique por dentro

Receba conteúdos exclusivos da Pública de graça no seu email.

Artigos mais recentes