Agência de Jornalismo Investigativo

Ana Aranha

Repórter e documentarista, tem 14 prêmios de jornalismo. Atualmente é editora responsável pela produção de jornalismo da Repórter Brasil. Trabalhou como repórter da revista Época, foi repórter especial da Agência Pública e colaborou para os jornais The Guardian, El Mundo, assim como para as revistas Veja, Marie Claire, Roling Stones e GQ. É co-diretora do documentário “Slaves To Fashion”, produzido pela Al Jazeera. Fez roteiro, produção e pesquisa do documentário “Jaci”, uma produção da Repórter Brasil com a colaboração da Agência Pública que ganhou três prêmios, entre eles o Gabriel García Márquez de Jornalismo.


Mais recentes

Tapajós, um rio em disputa

11 de fevereiro de 2015

Ninguém os ouviu

9 de fevereiro de 2015 | por e

As usinas hidrelétricas do rio Tapajós devem desalojar mais de 2500 ribeirinhos e matar os peixes dos quais sobrevivem, mas o governo se recusa a consultá-los

"A Funai está sendo desvalorizada e sua autonomia totalmente desconsiderada", diz ex-presidente

27 de janeiro de 2015 | por

Na primeira entrevista desde que deixou o cargo, Maria Augusta Assirati fala sobre a interferência política no órgão indigenista, liderada pela Casa Civil e pelo Ministério da Justiça. E revela a manobra do governo para licenciar a usina de São Luiz do Tapajós

Exclusivo: Relatório da Funai determina que terra é dos Munduruku

11 de dezembro de 2014 | por e

Demarcação da terra Sawré Muybu é vista como um empecilho pelo governo, que planeja construir sete usinas na bacia do rio Tapajós. Leia na íntegra o documento, que está parado na Funai há mais de um ano

A batalha pela fronteira Munduruku

11 de dezembro de 2014 | por e

Indígenas proclamam a autodemarcação da terra que pode parar a hidrelétrica de São Luiz do Tapajós, a nova menina dos olhos do governo federal. Assentada em solo sagrado, a área seria alagada pela usina. “A gente não sai”, diz cacique

Um aviso à Funai

29 de novembro de 2014 | por e

De Itaituba (PA) acompanhamos a ocupação dos Munduruku à sede da Funai. Eles exigem a demarcação das suas terras, ameaçadas pela UHE São Luiz do Tapajós

Os trabalhadores que pararam o progresso

4 de dezembro de 2012 | por

Protagonistas de greves que ganharam projeção nacional, os operários que constroem as usinas em Rondônia continuam vivendo sob pressão e riscos de acidentes

A guerra dos megawatts

30 de novembro de 2012 | por

Enquanto as empresas disputam entre si para extrair o máximo de energia do rio Madeira, aumentam os impactos das obras sobre a população local e o meio ambiente

Um rio em fúria

30 de novembro de 2012 | por

Ondas engolem casas, e peixes aparecem mortos, enquanto pescadores passam fome. A usina de Santo Antônio mudou o rio e a vida em Rondônia

Vidas em trânsito

30 de novembro de 2012 | por

Em meio às obras em Rondônia, milhares de homens e mulheres se encontram e desencontram, e o dinheiro desaparece com a mesma velocidade que surge, em meio a sexo, violência e ausência dos órgãos públicos

"Eu quero estudar", diz Iara, empregada doméstica desde os 14 anos

1 de outubro de 2012 | por

Famílias do interior do Pará enviam filhas para estudar em Belém, onde trabalham como empregadas domésticas. Mas o serviço vira cativeiro e elas mal conseguem ir à escola