Agência de Jornalismo Investigativo

Jessica Mota

Jessica Mota é jornalista e produz reportagens focadas em violações de direitos humanos. Fez pesquisa e roteiro para o filme “Um rio em disputa” (curta, Agência Pública, 2015) e é co-diretora de “Beiradão/Hup Boyoh” (curta, Canal Futura, 2015). Foi contemplada pelo programa Rumos Itaú Cultural 2015/2016 com o projeto de documentário “Caminhos do Rio”. O projeto participou do DOC LAB (2016), foi aprovado no Brasil Cinemundi (2016) e no Laboratório de Desenvolvimento do Festival Internacional de Cinema de Cartagena (2017). Recebeu o Prêmio Petrobras de Jornalismo, categoria Responsabilidade Socioambiental Nacional Web, com a série de investigações “Especial Tapajós”, da Agência Pública, e foi vencedora do 4º Prêmio Fernando Pacheco Jordão, pela pauta “Um olhar indigesto”. É formada em Comunicação Social (Mackenzie) e pós-graduada em Estudos Brasileiros (FESP-SP).

Mais recentes

Seis meses após vazamento da Hydro, moradores de Barcarena sentem efeitos na saúde

24 de agosto de 2018 | por

Solo e água estão contaminados com chumbo, metal tóxico para a vida humana, revelam pesquisas da UFPA e do Evandro Chagas

No Pará, famílias expulsas pela Vale agora brigam contra a Hydro

15 de agosto de 2018 | por

Para apostar na agricultura tradicional, comunidade do Tauá enfrentou a vigilância de drones, destruição das casas e poluição tóxica

A batalha Munduruku

27 de fevereiro de 2018

Samarco, Vale e BHP vão decidir quem e como indenizar por desastre

23 de fevereiro de 2016 | por , , e

Obtida pela Pública, minuta do acordo extrajudicial entre mineradoras e governo cria uma Fundação, gerida pelas empresas, com poder de decisão sobre atingidos

Projeto Tietê

13 de julho de 2015 | por e

Responsável pelo projeto de despoluição do rio, a própria Sabesp joga esgoto sem tratamento em seu leito. Bilhões de dólares e 23 anos depois, verbas para saneamento são reduzidas em meio à crise de abastecimento, gerando dúvida se metas serão cumpridas

Ninguém os ouviu

9 de fevereiro de 2015 | por e

As usinas hidrelétricas do rio Tapajós devem desalojar mais de 2500 ribeirinhos e matar os peixes dos quais sobrevivem, mas o governo se recusa a consultá-los

Lá vem o progresso

9 de fevereiro de 2015 | por e

No oeste do Pará, a cidade de Itaituba concentra obras estratégicas para o governo federal, mas, diante da infraestrutura precária, seus moradores temem ficar fora da bonança do desenvolvimento

Reportagem Pública 2015: agora os leitores ocupam a redação

21 de janeiro de 2015 | por , , , , , , , , , e

A Agência Pública lança hoje seu segundo projeto de crowdfunding; leitores vão escolher o que vamos investigar ao longo de todo o ano