Agência de Jornalismo Investigativo

Marina Amaral

Diretora Executiva e editora da Agência Pública

Marina Amaral é jornalista desde 1984 com passagens pelas redações da Folha de S. Paulo, revista Globo Rural, TV Record e TV Cultura. A partir de 1997, passou a atuar no jornalismo independente, participando da fundação da Revista Caros Amigos, da qual foi repórter especial e editora executiva até 2007. Nesse período conquistou um Prêmio Herzog pelo conjunto de reportagens publicadas em Caros Amigos (1998) e uma menção honrosa em conjunto com o jornalista João de Barros (2004). Entre 2008 e 2009, coordenou uma equipe de 13 jornalistas em levantamento inédito sobre Direitos Humanos no Brasil, a pedido da Secretaria Nacional de Direitos humanos e atuou como repórter no livro “Jornal Movimento, uma reportagem”. Desde 2011 é diretora e co-fundadora da Agência Pública.


“O terrorismo de Estado persiste até hoje”, diz juíza

20 de junho de 2011 | por e

Leia entrevista com a juíza que comanda a tomada de depoimentos dos camponeses da região do Araguaia

CABEÇAS CORTADAS, CORPOS INSEPULTOS

20 de junho de 2011 | por e

As versões sobre a morte dos guerrilheiros do Araguaia nem sempre coincidem. Até hoje não se sabe exatamente quantos tiveram as cabeças cortadas e os corpos abandonados

NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE 25 MORTOS NO ARAGUAIA

20 de junho de 2011 | por e

Confira uma lista com detalhes e versões sobre os 25 guerrilheiros desaparecidos no Araguaia

WikiLeaks – modo de usar

1 de março de 2011 | por e

Quem eram os embaixadores por trás dos despachos da embaixada americana em Brasília e como eles chegaram ao cargo, em troca de arrecadar recursos de campanha