Agência de Jornalismo Investigativo

Com 177 inscrições de 42 países, a convocação segue para a sua segunda fase

17 de maio de 2016

Há um mês encaramos o desafio de convidar jornalistas estrangeiros para participar do primeiro Programa de Residências da Pública. Abrimos a convocação para repórteres interessados em investigar pautas de direitos humanos relacionados à Olimpíada deste ano.

Recebemos 177 inscrições, vindas de 42 países, com todos os cinco continentes representados. São 30 jornalistas argentinos, 20 colombianos, 19 espanhóis e 13 mexicanos, para citar os países de onde mais recebemos propostas.

A convocação era voltada a repórteres do mundo todo, desde que falassem português, inglês ou espanhol. Exigimos que se inscrevessem em parceria com um veículo independente, responsável por sua segurança no Brasil e pela publicação da reportagem feita durante o programa.

Leia também: Agência Pública abre vagas para repórteres estrangeiros cobrirem Jogos Olímpicos

Agora começa a segunda etapa da seleção: vamos chamar oito finalistas para uma entrevista por Skype para, então, selecionar nossos residentes. Serão quatro repórteres, que vão ganhar uma bolsa de 7 mil reais e estadia de um mês na Casa Pública, no Rio de Janeiro, durante os Jogos Olímpicos. O resultado será divulgado na segunda-feira, 23 de maio.

Boa sorte aos repórteres inscritos!

[huge_it_gallery id=”24″]

 

[relacionados]

Explore também

Entenda os caminhos do processo contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados

Infográfico: Cunha no Conselho de Ética

20 de outubro de 2015 | por

Veja quais são os passos do processo aberto por PSOL e Rede que pode levar à cassação do presidente da Câmara

Deputado recebe R$ 200 mil sem ir à Câmara

23 de agosto de 2016 | por

Denunciado ao STF por corrupção na Petrobras, Aníbal Gomes faltou aos 36 dias em que sua presença foi exigida na Câmara no primeiro semestre, mas abonou todas as faltas. Valor inclui salários e despesas atribuídas ao mandato, mostra a Revista Congresso em Foco

Amazônia, uma história de destruição

17 de dezembro de 2013 | por

No último sábado (14), a Pública lançou seu primeiro livro-reportagem, Amazônia Pública, com um debate aberto na Praça Roosevelt, em São Paulo

Mais recentes

“Vale não ofereceu lista identificando terceirizados de Brumadinho até hoje”, diz sindicalista

21 de fevereiro de 2019 | por

Eduardo Armond, representante dos sindicatos unificados afirmou à Pública que a Vale quer "dividir para reinar" e que as indenizações devem ser acordadas na justiça do trabalho

De bombom envenenado a bilhetes ameaçadores, as histórias de juízes jurados de morte

21 de fevereiro de 2019 | por

Dos mais de cem juízes ameaçados no país em 2017, 76 viviam sob proteção; a Pública entrevistou quatro deles em diferentes estados para saber dos impactos na sua rotina e de suas famílias

“Vinda do Mecanismo é de extrema urgência”, diz presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos do Ceará

20 de fevereiro de 2019 | por

Em entrevista à Pública, Beatriz Rego Xavier cobra fiscalização de denúncias de violações nas cadeias cearenses; relatos envolvem mortes não confirmadas, tortura e prisões arbitrárias; dossiê com as denúncias recebidas será divulgado nesta quinta-feira