Agência de Jornalismo Investigativo

Mensagem resume as conclusões do relatório de CPI que analisou o tema, em gravação atribuída à Voz do Brasil

16 de fevereiro de 2018
Geraldo Magela/Agência Senado
O senador Hélio José (Pros-DF), em audiência que discutiu o relatório da CPI da Previdência

“Para quem não escuta a Voz do Brasil.
Resultado da CPI da Previdência.
30/10/2017
Faça ampla divulgação desse áudio, muito bom!!!
Os meios de comunicação não divulgam porque também devem e sonegam!!!”

Verdadeiro

Uma mensagem sobre o déficit da Previdência tem circulado pelo WhatsApp, acompanhada de um áudio que seria da Voz do Brasil. A gravação apresenta algumas das conclusões do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência, elaborado pelo senador Hélio José (Pros-DF). O documento defende que a Previdência Social não é deficitária. O Truco – projeto de checagem de fatos da Agência Pública – analisou a corrente e concluiu que o áudio não foi manipulado. Embora a existência ou não do déficit seja controversa, a mensagem é verdadeira.

Como a Voz do Brasil aparece como origem da gravação e logo no início é mencionado o Jornal do Senado, a reportagem verificou os áudios no site do Jornal do Senado. O texto diz que a veiculação ocorreu em 30 de outubro, mas na verdade o programa foi ao ar em 23 de outubro de 2017.

O relatório da CPI defende que não há déficit na Previdência, mas a questão é discutível. Defensores da aprovação da reforma afirmam que há rombo nas contas do governo. Já os críticos garantem que sobra dinheiro e que o déficit não existe. O Truco já checou duas frases sobre o tema e a conclusão foi de que, de acordo com a metodologia adotada para analisar os dados, pode-se dizer tanto que existe o rombo como o contrário.

Em 20 de abril, foi analisada uma frase de George Soares, secretário do Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. “Em 2016, (…) nós tivemos um déficit desse sistema [da seguridade social, da qual faz parte a Previdência] de R$ 258,7 bilhões, uma ampliação de 55,4% em relação a 2015”, disse. O dado, contudo, é questionado por várias organizações da sociedade civil, como a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip) e a Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos (Cobap).

Também foi verificada uma frase de Guilherme Portanova, assessor jurídico da Cobap. “É uma falácia dizer que existe déficit. Em dez anos, entre 2005 e 2015, houve uma sobra de R$ 658 bilhões”, afirmou. O governo, contudo, contesta esse cálculo, por considerar que algumas despesas não podem ser excluídas, como os pagamentos de aposentadoria de servidores públicos e oficiais militares, nem incluídas algumas receitas.

A conclusão das checagens foi de que os dois lados usam metodologias distintas para chegar a resultados matematicamente corretos e, segundo especialistas independentes, igualmente válidos, de acordo com os critérios adotados. Por isso, não é possível determinar que um deles está correto e o outro, errado.

Reprodução
Corrente que circula no WhatsApp, sobre o déficit da Previdência

Truco

Este texto foi produzido pelo Truco, o projeto de fact-checking da Agência Pública. Entenda a nossa metodologia de checagem e conheça os selos de classificação adotados em https://apublica.org/truco. Sugestões, críticas e observações sobre esta checagem podem ser enviadas para o e-mail truco@apublica.org e por WhatsApp ou Telegram: (11) 99816-3949. Acompanhe também no Twitter e no Facebook. Desde o dia 30 de julho de 2018, os selos “Distorcido” e “Contraditório” deixaram de ser usados no Truco. Além disso, adotamos um novo selo, “Subestimado”. Saiba mais sobre a mudança.

Explore também

O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) chegando a seção eleitoral em 7 de outubro de 2018

Pesquisa falsa mostra Bolsonaro na liderança em todos os estados

25 de outubro de 2018 | por

Mensagem de WhatsApp divulga resultados inexistentes de levantamento eleitoral do Instituto Paraná Pesquisas

Kataguiri e o Conselho de Ética. Blefe!

21 de outubro de 2015 | por

“O impeachment é muito mais dependente de votos de parlamentares, no Conselho de Ética é um debate muito mais técnico”, afirmou Kim Kataguiri, um dos líderes do Movimento Brasil Livre, em entrevista após entrega do pedido de impeachment de Dilma Rousseff na Câmara, na quarta-feira (21)

O ministro da Justiça licenciado, Alexandre de Moraes, indicado ao STF

Moraes teve apoio de entidades, mas também foi criticado

21 de fevereiro de 2017 | por

Indicação de ministro da Justiça licenciado para vaga no Supremo Tribunal Federal também foi contestada por organizações da sociedade civil

Mais recentes

Vídeo falso diz que eleições de 2014 foram fraudadas

27 de outubro de 2018 | por

Vídeo de suplente de deputada coloca em dúvida eleições de 2014 com dados irreais e um "especialista" não identificado

Em economia, Bolsonaro cita dados falsos e Haddad subestima e acerta

26 de outubro de 2018 | por , e

Em 4 frases checadas, presidenciável do PSL usou informações falsas; já Haddad citou número inferior ao real e fez uma afirmação correta

Alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal realizam atividades: candidatos têm propostas distintas para a área

Haddad exagera e Bolsonaro erra em frases sobre educação

26 de outubro de 2018 | por e

Números foram superestimados por candidato do PT, enquanto presidenciável do PSL citou informações falsas