Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

Mensagem de WhatsApp divulga resultados inexistentes de levantamento eleitoral do Instituto Paraná Pesquisas

25 de outubro de 2018
Tânia Rêgo/Agência Brasil
O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) chegando a seção eleitoral em 7 de outubro de 2018
O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) chega à seção eleitoral em 7 de outubro: levantamento do Paraná Pesquisas é falso

“Paraná Pesquisas registrado no TSE: o mito Bolsonaro vence em todos os estados, porque o povo quer renovação!” – Mensagem que circula no WhatsApp.

FalsoCircula no WhatsApp uma mensagem dizendo que Jair Bolsonaro (PSL), candidato à Presidência, vence em todos os estados segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas. A corrente mostra as supostas porcentagens de intenção de voto nas 27 unidades da Federação, mas a última pesquisa realizada pelo instituto foi feita apenas no estado de São Paulo. Além disso, as porcentagens são diferentes daquelas mostradas na mensagem e o instituto não divulgou os resultados de intenção de voto para todos os estados do Brasil no segundo turno. Portanto, o Truco – projeto de fact-checking da Agência Pública – concluiu que a corrente é falsa.

Foi divulgado nesta quinta-feira (25 de outubro) o mais recente levantamento do Instituto Paraná Pesquisas para o segundo turno de eleições presidenciais. A pesquisa foi registrada no TSE sob o número BR-04858/2018 e abrange apenas o estado de São Paulo. Foram entrevistadas 2.004 pessoas de 87 municípios.

O levantamento mostra Jair Bolsonaro (PSL) com 59,4% dos votos totais, contra 27,4% de Fernando Haddad (PT). Em votos válidos, excluindo os brancos e nulos, o candidato do PSL registrou 68,4% das intenções de voto, contra 31,6% de Haddad. Na mensagem de WhatsApp, Bolsonaro estaria com 71,47% dos votos válidos – 3 pontos porcentuais a mais do que o apontado pela pesquisa verdadeira.

A corrente ainda mostra o candidato com 71,25% no Distrito Federal e 69,72% dos votos válidos no Rio de Janeiro. O instituto divulgou o resultado da intenção de votos dessas duas regiões em 11 de outubro e 17 de outubro, respectivamente. No Distrito Federal, o candidato do PSL estava com 74,5% dos votos válidos há duas semanas – 3,25 pontos porcentuais a mais que na corrente. Já no Rio, Jair Bolsonaro aparecia com 70,8% dos votos válidos naquela data – 1,1 ponto porcentual a mais que na corrente de WhatsApp.

A empresa não fez levantamentos de intenção de voto em cada uma das outras 24 unidades da federação. Foi feita uma pesquisa nacional, mas a empresa não divulgou os resultados de intenção de voto divididos por estado nesse caso. Em resposta ao Truco, o Instituto Paraná confirmou que a mensagem é falsa.

Reprodução
Mensagem de WhatsApp mostra pesquisa falsa de intenção de voto para o segundo turno das eleições
Mensagem de WhatsApp mostra pesquisa falsa de intenção de voto para o segundo turno das eleições

Truco

Este texto foi produzido pelo Truco, o projeto de fact-checking da Agência Pública. Entenda a nossa metodologia de checagem e conheça os selos de classificação adotados em https://apublica.org/truco. Sugestões, críticas e observações sobre esta checagem podem ser enviadas para o e-mail truco@apublica.org e por WhatsApp ou Telegram: (11) 99816-3949. Acompanhe também no Twitter e no Facebook. Desde o dia 30 de julho de 2018, os selos “Distorcido” e “Contraditório” deixaram de ser usados no Truco. Além disso, adotamos um novo selo, “Subestimado”. Saiba mais sobre a mudança.

Comentários de nossos aliados

 Ver comentários

Esta é a área de comentários dos nossos aliados, um espaço de debate para boas discussões sobre as reportagens da Pública. Veja nossa política de comentários.

Carregando…
Você precisa ser um aliado para comentar.
Fechar
Só aliados podem denunciar comentários.
Fechar

Explore também

Ciro Gomes em palestra na UFABC, em 2017; no exterior, candidato citou dados falsos

Ao falar do Brasil, Ciro Gomes usa dados falsos e exagerados

17 de abril de 2018 | por , e

Presidenciável citou números errados sobre segurança, dívida pública e Previdência ao participar de fóruns e entrevistas na Europa

Lindbergh e o crime de terrorismo. Zap!

30 de outubro de 2015 | por

“[Do jeito que está, o projeto de tipificação do terrorismo] é um projeto que abre as portas para criminalizar movimentos sociais”, afirmou Lindbergh Farias (PT-RJ), senador, no plenário, na quarta-feira (28)

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Metade da população não tem acesso a coleta de esgoto

4 de setembro de 2018 | por

João Goulart Filho acertou dado em plano de governo; 99 milhões de pessoas utilizavam medidas alternativas para despejar dejetos em 2016

Mais recentes

Vídeo falso diz que eleições de 2014 foram fraudadas

27 de outubro de 2018 | por

Vídeo de suplente de deputada coloca em dúvida eleições de 2014 com dados irreais e um "especialista" não identificado

Em economia, Bolsonaro cita dados falsos e Haddad subestima e acerta

26 de outubro de 2018 | por , e

Em 4 frases checadas, presidenciável do PSL usou informações falsas; já Haddad citou número inferior ao real e fez uma afirmação correta

Alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal realizam atividades: candidatos têm propostas distintas para a área

Haddad exagera e Bolsonaro erra em frases sobre educação

26 de outubro de 2018 | por e

Números foram superestimados por candidato do PT, enquanto presidenciável do PSL citou informações falsas

Login para aliados

Participe e seja aliado.

Fechar