Agência de Jornalismo Investigativo

Especial África

Ao longo de seis meses, nossas equipes investigaram a atuação de duas gigantes brasileiras na África lusófona. Em Moçambique, investigamos o corredor de ferro da mineradora Vale; em Angola, a atuação e o poder da construtora Odebrecht.

Neste especial

A multinacional que veio do Brasil

29 de fevereiro de 2016 | por

Vale conclui megaprojeto para exportação de carvão em Moçambique que expulsou mais de 10 mil pessoas e hoje emprega menos de 2 mil trabalhadores locais

Capitalismo selvagem à brasileira

9 de maio de 2016 | por

Empresas que se instalaram em Moçambique através de projetos exportados pelo Brasil avançam sobre as terras dos camponeses enquanto o país, em crise, se afasta dos programas de cooperação

Cruzando o território Macua

10 de maio de 2016 | por e

A Pública atravessou o Corredor Logístico de Nacala de oeste a leste para investigar, nas aldeias, o impacto dos programas brasileiros em Moçambique

Em Angola, a Odebrecht no espelho

22 de fevereiro de 2016 | por e

Como a empreiteira brasileira tornou-se sustentáculo do regime autoritário de José Eduardo dos Santos

A equação brasileira

22 de fevereiro de 2016 | por

A Odebrecht só virou a queridinha do presidente angolano com a ajuda do Estado brasileiro

Desconstruindo Luanda Sul

7 de março de 2016 | por e

Como uma offshore da Odebrecht investigada na Lava Jato participou do projeto que levou a remoções violentas, segregação social e enriquecimento da elite na capital angolana

As palavras da Odebrecht

22 de fevereiro de 2016 | por

Confira as respostas da empresa às perguntas enviadas pela Pública

Uma aula sobre Angola

7 de março de 2016 | por

O pesquisador Ricardo Soares explica como o controle econômico é fundamental para o presidente manter o domínio político de Angola – e por que ambos estão ameaçados

Medo e controle em Angola

16 de novembro de 2015 | por e

No primeiro dia do julgamento dos ativistas, nossas repórteres contam como é estar na mira dos tentáculos invisíveis do governo angolano

As respostas da Prado Valladares

7 de março de 2016 | por

Confira o posicionamento da empresa em relação aos questionamentos enviados pela Pública

Sede de África

14 de março de 2016 | por , e

Na quarta reportagem do Especial África, o diplomata Celso Amorim conta como e por que o Brasil desembarcou na África nesse século 21

Acesse aqui: Documentos dos governos de Angola e do Brasil

13 de maio de 2016 | por

A Pública disponibiliza hoje todos os documentos oficiais usados para a pequisa sobre a presença da Odebrecht em Angola

Você precisa ser um aliado para comentar.
Fechar
Fechar
Só aliados podem denunciar comentários.
Fechar

Explore também

Reportagens financiadas pelos leitores

7 de outubro de 2013

Reportagens investigativas financiadas pelos nossos leitores através de campanhas de financiamento coletivo.

BNDES na Amazônia

15 de outubro de 2013

Uma parceria entre Agência Pública e O Eco que mapeou o aumento dos investimentos do BNDES em projetos de infraestrutura na região. Obras financiadas pelo banco são acusadas de disfarçar impactos ao meio ambiente, populações indígenas e trabalhadores.

Implant Files

26 de novembro de 2018

Implant Files é um projeto do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, o ICIJ, com sede em Washington, DC. O Implant Files reúne 252 profissionais de 59 veículos de 36 países. No Brasil, participam da apuração a Agência Pública e a revista piauí.

Mais recentes

Wikileaks – Cablegate

15 de abril de 2019

Desde a sua fundação a Agência Pública foi parceira do WikiLeaks no Brasil. O vazamento dos documentos diplomáticos americanos, devidamente contextualizados, deu origem a uma extensa e reveladora cobertura, com mais de cem reportagens.

Tapajós em disputa

11 de abril de 2019

A equipe da Pública acompanhou a luta do povo Munduruku contra a construção da hidrelétrica São Luiz do Tapajós. A realização das reportagens contou com o apoio da organização Mongabay.

Microbolsa violência policial

1 de abril de 2019

A oitava edição das Microbolsas, parceria da Agência Pública com a Conectas Direitos Humanos, investigou a violência policial e intervenção militar no Rio de Janeiro.