Agência de Jornalismo Investigativo

A lama da Samarco matou o “Watu” dos índios Krenak

Indígenas do norte de Minas Gerais não podem mais pescar ou caçar na região do Rio Doce. Ouça nesse podcast

Ouça agora:

A lama da Samarco matou o “Watu” dos índios Krenak

Indígenas do norte de Minas Gerais não podem mais pescar ou caçar na região do Rio Doce. Ouça nesse podcast

Para os índios Krenak que vivem às margens do rio Doce, a lama proveniente da mina da Samarco trouxe o fim da pesca e da caça e o ocaso de um estilo de vida. A empresa não responde se há salvação para aquelas águas.

O material em áudio foi produzido pela Agência Pública e publicado em parceria exclusiva com a rádio CBN no último sábado, dia 22/4 e reprisado no domingo, 23/4.

Leia também: Watu Morreu 

Imagem em destaque na home: Agência Brasil 

EP 2 Watu Morreu | Parte 2

Para os índios Krenak que vivem às margens do rio Doce, a lama proveniente da mina da Samarco trouxe o fim da pesca e da caça e o ocaso de um estilo de vida. A empresa não responde se há salvação para aquelas águas.

0:00

EP 1 Watu Morreu | Parte 1

A transformação da vida às margens do rio Doce após a tragédia de Mariana. Para os índios Krenak, a lama proveniente da mina da Samarco trouxe o fim da pesca e da caça e o ocaso de um estilo de vida.

0:00

Leia também

Watu Morreu

22 de abril de 2017 | por e

Para os índios Krenak que vivem às margens do rio Doce, a lama proveniente da mina da Samarco trouxe o fim da pesca e da caça e o ocaso de um estilo de vida. A empresa não responde se há salvação para aquelas águas

Exército fotografa tela de computador e jornalista da Agência Pública após perguntas

30 de junho de 2022 | por e

Fotografias foram tiradas pelas costas do jornalista após perguntas não respondidas por general em Atalaia do Norte (AM); exército não comentou episódio

O senador Flávio Bolsonaro, durante sessão plenária, para apreciar e votar as medidas provisórias.

Firma de advocacia de Flávio Bolsonaro tem contratos “consideráveis”, diz administradora

30 de junho de 2022 | por

Administradora do escritório, que não é advogada, afirma não ter acesso ao nome dos clientes, entre eles uma igreja, e ter contato com Flávio apenas por WhatsApp

Mais recentes

Até Que Se Prove O Contrário

4 de novembro de 2021

Podcast semanal sobre a justiça no Brasil

Cientistas na Linha de Frente

4 de agosto de 2021

Podcast sobre sobre cientistas ameaçados

Amazônia sem Lei

25 de junho de 2021

Podcast sobre o que está em jogo na Amazônia e no Cerrado