Agência de Jornalismo Investigativo

A lama da Samarco matou o “Watu” dos índios Krenak

Indígenas do norte de Minas Gerais não podem mais pescar ou caçar na região do Rio Doce. Ouça nesse podcast

Ouça agora:

A lama da Samarco matou o “Watu” dos índios Krenak

Indígenas do norte de Minas Gerais não podem mais pescar ou caçar na região do Rio Doce. Ouça nesse podcast

Para os índios Krenak que vivem às margens do rio Doce, a lama proveniente da mina da Samarco trouxe o fim da pesca e da caça e o ocaso de um estilo de vida. A empresa não responde se há salvação para aquelas águas.

O material em áudio foi produzido pela Agência Pública e publicado em parceria exclusiva com a rádio CBN no último sábado, dia 22/4 e reprisado no domingo, 23/4.

Leia também: Watu Morreu 

Imagem em destaque na home: Agência Brasil 

EP 2 Watu Morreu | Parte 2

Para os índios Krenak que vivem às margens do rio Doce, a lama proveniente da mina da Samarco trouxe o fim da pesca e da caça e o ocaso de um estilo de vida. A empresa não responde se há salvação para aquelas águas.

0:00

EP 1 Watu Morreu | Parte 1

A transformação da vida às margens do rio Doce após a tragédia de Mariana. Para os índios Krenak, a lama proveniente da mina da Samarco trouxe o fim da pesca e da caça e o ocaso de um estilo de vida.

0:00

Leia também

Watu Morreu

22 de abril de 2017 | por e

Para os índios Krenak que vivem às margens do rio Doce, a lama proveniente da mina da Samarco trouxe o fim da pesca e da caça e o ocaso de um estilo de vida. A empresa não responde se há salvação para aquelas águas

Depressão, ansiedade e suicídios: a realidade dos que plantam tabaco no Brasil

Depressão, ansiedade e suicídios: a realidade dos que plantam tabaco no Brasil

17 de janeiro de 2022 | por , e

Exposição a agrotóxicos traz sofrimento mental e esgotamento de famílias agricultoras que garantem ao país a liderança mundial no mercado de exportação de fumo

Estão abertas as inscrições para as Microbolsas Alimentação e Mudanças Climáticas

17 de janeiro de 2022 | por

Agência Pública, Idec e Cátedra Josué de Castro vão distribuir seis bolsas de R$ 8 mil para repórteres investigarem a relação entre alimentação e mudanças climáticas

Mais recentes

Ilusrração em preto e branco com o desenho de um juiz com um martelo no lado direito, o logo da Agência Pública no canto direito superior e os dizeres "Até que se prove o contrário" em amarelo.

Até Que Se Prove O Contrário

4 de novembro de 2021

Podcast semanal sobre a justiça no Brasil

Cientistas na Linha de Frente

4 de agosto de 2021

Podcast sobre sobre cientistas ameaçados

Amazônia sem Lei

25 de junho de 2021

Podcast sobre o que está em jogo na Amazônia e no Cerrado