Agência de Jornalismo Investigativo

Agora, todos os documentos podem ser lidos pelo público brasileiro diretamente no site do WikiLeaks

15 de julho de 2011

Coroando o final da Semana WikiLeaks na Pública, todos os documentos provenientes do Brasil – da embaixada em Brasília e dos consulados em São Paulo, Rio de Janeiro e Recife – foram publicados no site do WikiLeaks.

São quase 3 mil documentos escritos pela diplomacia americana. Entre eles, 63 despachos do Departamento do Estado para os diplomatas no Brasil e 2919 telegramas enviados a Washington entre 2002 e 2010 (1947 provenientes da embaixada em Brasília e 909 dos consulados de São Paulo, Rio de Janeiro e Recife).

Entre esses documentos, apenas cerca de 1/5 são classificados – 468 são confidenciais e 73, secretos.

Agora, todos os documentos podem ser lidos pelo público brasileiro diretamente no site do WikiLeaks. Basta clicar no local de origem dos despachos, ou buscar por data. Outra possibilidade é usar o Cablesearch, um site que permite pesquisar os relatos diplomáticos por palavras-chave.

Esses documentos são muito relevantes – contam a história de todo o governo Lula a partir de olhos americanos, ao mesmo tempo em que os Estados Unidos começavam a perder peso no cenário mundial e enfrentar uma pesada recessão que dura até hoje.

É por isso que a Pública tem orgulho de ter colaborado com a sua divulgação.

Vamos publicar ainda algumas reportagens já produzidas pelo nosso time de repórteres independentes durante a Semana Wikileaks, e vamos prosseguir olhando e escrevendo sobre esse rico material durante os próximos meses – e não apenas do Brasil.

A novidade é que, agora, todos os internautas podem fazer o mesmo.

 

Tags

Mais recentes

A tropa de choque de Bolsonaro no Congresso

21 de janeiro de 2019 | por e

Representantes da velha política e estreantes, acusados e réus em processos, maçons e ex-policiais se misturam na nova bancada do PSL

Governo liberou registros de agrotóxicos altamente tóxicos

18 de janeiro de 2019 | por e

Entre eles está o Sulfoxaflor, liberado nos últimos dias do ano passado, que já foi acusado de exterminar as abelhas nos EUA

Registros de novas lojas de armas aumentaram mais de 1.000% em 15 anos

17 de janeiro de 2019 | por e

Novos registros concedidos pelo Exército para estabelecimentos comerciais foram de 16 em 2003 para 206 em 2018, segundo dados obtidos pela Lei de Acesso à Informação; maior concentração é na Região Sul do país

Explore também

Documento de defesa – Vicente Zambada

15 de junho de 2011 | por

Documento descreve como traficante mexicano pretende acusar EUA de acobertar tráfico

Só não vale deixar os gringos no escuro

22 de fevereiro de 2013 | por

Poluentes e caras, usinas termelétricas devem ficar ligadas o ano todo para armazenar energia para a Copa

Curdas criam vila só para mulheres

7 de maio de 2018 | por

A cidade de Jinwar, no Norte da Síria, está quase pronta; são 20 casas e uma escola para abrigar mulheres que se rebelam contra o jugo dos homens em meio à violência da guerra