Agência de Jornalismo Investigativo

Senadores pregam cautela na discussão da reforma política

5 de setembro de 2015
Saiba o que vai acontecer no Congresso nesta semana
Saiba o que vai acontecer no Congresso nesta semana

O primeiro dia de atividade legislativa do Senado da semana, na terça-feira (8), deve ser ocupado pela votação do texto final do projeto da reforma política (PLC 75/2015). Apesar de todas as matérias abrangidas na proposta já terem sido aprovadas na quarta-feira (2), os senadores preferiram deixar para concluir o exame da proposição por completo posteriormente. Assim que a redação for aprovada, a versão será enviada à Câmara dos Deputados.

A cautela dos senadores com a matéria se deve à grande quantidade de emendas acrescentadas no projeto durante sessão. A intenção dos parlamentares é que o texto reflita exatamente o que foi abordado e aprovado em plenário. No entanto, uma coisa é certa: independentemente da versão enviada, o conteúdo não será de agrado da maioria dos deputados.

A votação vai acirrar o embate entre Câmara e Senado. O projeto de lei apreciado acaba com o financiamento privado de campanha eleitoral. Como ele é originário da Câmara e houve mudança em seu conteúdo, tem de passar novamente pelo crivo dos deputados, o que deve acontecer na quarta-feira (9).

No entanto, o mesmo assunto já foi abordado no primeiro semestre legislativo pela Câmara. Na chamada reforma política (PEC 182/07) da Casa, os deputados votaram a favor da constitucionalização do financiamento empresarial de campanhas. O texto foi encaminhado ao Senado, mas, lá, sequer possui relatoria. Em outras palavras, está longe de ser votado.

Outro destaque na pauta do Senado é a votação do projeto de lei que pretende repatriar dinheiro remetido ao exterior sem a devida declaração à Receita Federal. Pronta para ser apreciada pelos senadores, a medida pode amenizar os efeitos negativos ao orçamento, provocados tanto por itens da pauta-bomba como por excesso de gastos governamentais, já previstos no projeto da lei orçamentária de 2016. Estima-se que o total não declarado no exterior chegue a US$ 200 bilhões, dez vezes mais do que o governo espera angariar com as medidas do ajuste fiscal.

Truco no Congresso

Este texto foi produzido pelo projeto Truco no Congresso, feito em parceria com o site Congresso em Foco entre agosto de 2015 e dezembro de 2016. As classificações adotadas nas checagens são cartas, que diferem dos selos usados na nova fase do projeto Truco, iniciada em fevereiro de 2017.

Comentários

Mais recentes

35 anos depois do deputado Juruna, indígenas continuam sem representação política no país

25 de Abril de 2018 | por

Segundo TSE, candidatos indígenas correspondem a apenas 0,34% do total; preconceito da sociedade e falta de apoio financeiro estão entre os motivos da baixa participação

Indígenas enfrentam a maior ofensiva parlamentar em 20 anos

24 de Abril de 2018 | por e

Levantamento revela que as proposições anti-indígenas avançaram mais do que outras

Microbolsas: Proponha sua pauta sobre violência policial e intervenção militar

23 de Abril de 2018 | por

Serão distribuídas quatro bolsas de R$ 7 mil para investigar as causas e impactos da violência policial no Brasil e de intervenções militares como a do Rio de Janeiro

Explore também

O "inquérito do Black Bloc"

28 de Fevereiro de 2014 | por , , e

Conheça a história do inquérito 01/2013, do Deic, em São Paulo, que já intimou 300 pessoas para depor e busca enquadrar o Black Bloc como associação criminosa

Andrea Matarazzo, o "capo" da cidade de São Paulo

28 de Março de 2011 | por

Em outubro de 2007, o ex-subprefeito da Sé recebeu o cônsul-geral dos EUA em São Paulo, Thomas White, na sua sala da prefeitura paulistana.

Microbolsas de reportagem: conheça os vencedores

11 de Abril de 2012 | por

Conheça os jornalistas que ganharam as microbolsas para fazer suas reportagens. Elas serão publicadas a partir de julho