Agência de Jornalismo Investigativo

Naiana Andrade

Jornalista investigativa, acredita na profissão ativa, que vai à campo atrás de histórias ocultas, sem esperar receber apenas “dossiês prontos” entregues por fontes oficiais. Busca observar e revelar o que poderia passar despercebido na sociedade trazendo à tona realidades capazes de mudar a vida de muita gente e, inclusive, contribuir para adoção de políticas públicas. Com mais de 16 anos de profissão, desses, por 13 anos trabalhou na Rede Globo como editora, produtora e coordenadora do Núcleo de Investigação mineiro. Especialista em Imagens e Culturas Midiáticas e, atualmente, mestranda em Promoção da Saúde e Prevenção da Violência também na UFMG. Recebeu prêmios por várias reportagens, entre elas, sobre pessoas desaparecidas pelo tráfico de drogas e pela cobertura da tragédia da Samarco, em Mariana.

Mais recentes

Passagem da lama pelo Rio Doce, por causa do rompimento de duas barragens em Mariana, Minas Gerais, causa desastre ambiental

Estudo encontra elementos tóxicos em rios próximos a mineradoras após enchentes em MG

23 de fevereiro de 2022 | por

Pesquisadores suspeitam que material possa estar sendo despejado nos rios durante as enxurradas por negligência das empresas

“Dinamá das Crianças” é condenado a 87 anos de prisão por crimes sexuais cometidos em MG

10 de novembro de 2021 | por e

Religioso denunciado por dezenas de mulheres à reportagem da Pública teve sentença publicada nesta quarta-feira

Compro seu corpo por mil reais

17 de agosto de 2020 | por e

Após reportagem da Agência Pública, adolescente apresenta prints de conversa em que Dinamá Pereira de Resende teria oferecido dinheiro em troca de fotos suas quando criança e surgem novas denúncias

Mulheres denunciam série de crimes sexuais contra crianças em Minas

14 de agosto de 2020 | por e

Mais de 5 mil crianças teriam frequentado atividades religiosas e culturais promovidas por homem acusado de abuso e violência sexual