Buscar

No julgamento de Igor Barcelos, a justiça ignorou provas e o álibi de que ele não poderia estar em dois lugares ao mesmo tempo e o condenou a mais de 15 anos de prisão

Vídeo
Assistir vídeo
28 de março de 2019
10:47
Este artigo tem mais de 5 ano

Há dois anos e cinco meses Igor Barcelos Ortega, hoje com 21 anos, está preso. Condenado a mais de 15 anos de prisão o rapaz, sem antecedentes criminais, foi acusado de participar de roubo e de tentativa de latrocínio contra um policial militar, em Guarulhos.

Igor Barcelos Ortega foi acusado de participar de roubo e de tentativa de latrocínio contra um policial militar

A reportagem da Pública acompanhou a angústia da família e revela neste vídeo os detalhes da história que levou a sua condenação. Segundo a defesa de Igor, a justiça não considerou provas que indicariam a inocência do rapaz.

A condenação de Igor é um dos casos acompanhados pelo Innocence Project Brasil, associação sem fins lucrativos criada em dezembro de 2016 voltada a enfrentar condenações de inocentes no país. O grupo é parte da Innocence Network, rede que conta com 57 organizações espalhadas pelos Estados Unidos e outras 14 ao redor do mundo, e que, desde 1992, já conseguiu reverter a condenação de 350 inocentes.

Não é todo mundo que chega até aqui não! Você faz parte do grupo mais fiel da Pública, que costuma vir com a gente até a última palavra do texto. Mas sabia que menos de 1% de nossos leitores apoiam nosso trabalho financeiramente? Estes são Aliados da Pública, que são muito bem recompensados pela ajuda que eles dão. São descontos em livros, streaming de graça, participação nas nossas newsletters e contato direto com a redação em troca de um apoio que custa menos de R$ 1 por dia.

Clica aqui pra saber mais!

Quer entender melhor? A Pública te ajuda.

Leia também

Até que se prove o contrário

“Foi um ano que tiraram da gente”, diz mãe de jovem inocentado

Por

A Pública acompanhou o drama da família de Wlaedson, preso injustamente e absolvido pela Justiça em novembro. "Ele pagou uma cadeia sem dever nada", desabafa Laudinete

Notas mais recentes

“Nosso tempo é agora!”: Indígenas cobram Lula, Congresso e STF por demarcações no ATL


O debate sobre a PEC dos militares na política vai ser retomado em maio


Governo e bancada feminina da Câmara tentam aprovar Política Nacional de Cuidados


Governo define áreas de conflito que serão priorizadas em reforma agrária


Tocantins regularizou mais de 50 mil hectares com lei pró-grilagem questionada no STF


Leia também

Até que se prove o contrário


“Foi um ano que tiraram da gente”, diz mãe de jovem inocentado


Faça parte

Saiba de tudo que investigamos

Fique por dentro

Receba conteúdos exclusivos da Pública de graça no seu email.

Artigos mais recentes