AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

O que é este projeto?

Chegamos ao segundo turno das eleções presidenciais, e agora o horário eleitoral gratuito na TV é uma peça ainda mais essencial na disputa pela presidência. No Truco! checamos os dados mais relevantes apresentados pelos presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) durante os programas exibidos todos os dias na TV. E distribuímos a eles as “cartas” correspondentes, deixando claro ao leitor até que ponto o que os candidatos dizem na propaganda é verdadeiro, se o contexto correto muda a informação, ou se o que diz o candidato é simplesmente um blefe.

No segundo turno, todos os dias vamos “pedir o truco” às duas campanhas, um desafio público para que expliquem falas, dados ou promessas aparentemente insustentáveis. Também podemos discordar frontalmente dos candidatos quando acharmos suas propostas perigosas para a democracia e direitos humanos. Aí vamos carimbar um “Que medo” e fazer uma materinha explicando por quê.

Temos também duas cartas novas: “candidato em crise”, quando há uma contradição com algo dito anteriormente, e “carta marcada”, quando a mesma afirmação questionável já foi usada no primeiro turno. 

Ao verificar esses dados, nosso objetivo é melhorar a qualidade do debate e estimular os eleitores a questionar o discurso dos presidenciáveis. Para isso, vamos sempre convidar o público a participar, dando sua opinião e contribuindo com dados relevantes sobre cada tema.

A nossa checagem

Candidato em Crise!

A frase contradiz declarações ou ações anteriores do próprio candidato. 

Carta Marcada

A frase já foi dita durante o primeiro turno pelo candidato ou pela sua campanha – e já foi checada por nós!  

Não é Bem Assim

Informação exagerada, distorcida ou discutível.

Tá Certo, Mas Peraí

Informação correta mas que merece ser contextualizada. Existem mais dados que o eleitor precisa saber do que os que foram apresentados durante o programa eleitoral.

Blefe

A informação é falsa. São usados dados de outras fontes ­– de preferência independentes – e auxílio de especialistas para confrontar a versão apresentada.

Zap!

Informações corretas e também relevantes ditas pelos candidatos. Para isso, são apresentados números que confirmam e expandem o que foi falado.

Truco!

Informações insustentáveis e promessas grandiosas, sem explicação de como serão implementadas.

O Truco! é um desafio público explicando que a frase não se sustenta e deveria ser melhor explicada. A cada dia, pediremos dois Trucos!, um para cada candidato. Os Trucos! setão também enviados às duas campanhas. As respostas obtidas serão divulgadas assim que chegarem.

Que medo!

Algumas propostas podem causar uma série de transtornos ou afetar negativamente alguns grupos da população. O selo servirá de alerta nesses casos e virá acompanhado de um texto que mostrará problemas que aquela ideia traz.

que medo

Rodada de promessas

Nós compilamos todas as promessas apresentadas pelos dois presidenciáveis durante o horário eleitoral no segundo turno, em áreas como educação, saúde, segurança e economia. Veja aqui.

Série semanal de reportagens

No início da campanha, fizemos duas reportagens sobre a população negativamente afetada por ações, projetos e propostas dos dois candidatos que estão no  segundo turno: Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). Leia as duas matérias abaixo:

Cala-boca em Belo Monte – A reportagem que abriu a série “Cartas na Mesa” é sobre a maior obra do governo Dilma; 40 mil pessoas, principalmente indígenas, sofreram o impacto da obra.

Lá no norte de Minas Gerais – A  segunda reportagem da série “Cartas na Mesa” foca o embate das comunidades sertanejas contra a explosão da grilagem no governo Aécio Neves, herdeiro de terras já registradas em nome do estado.

Truco Popular

No final do primeiro turno, abrimos nossa página para os eleitores trucarem os candidatos. As perguntas mais votadas pelo Facebook foram enviadas às campanhas. Confira todas as respostas aqui!

E-Book: checagens do primeiro turno

Preparamos um e-book com o resultado de toda a nossa apuração dos programas do Primeiro Turno. Reunimos as checagens por candidato e carta, para facilitar a pesquisa. 

O livro digital está disponível, de graça, em três formatos. É só baixar em um dos links abaixo:

PDF: http://goo.gl/GmIzZz

EPUB: http://goo.gl/AGGZpr – Compatível com a maioria dos e-readers, incluindo o Kobo, da Livraria Cultura, e os aplicativos iBooks (iPad, iPhone e Mac), da Apple, e Google Play Livros (Android).

MOBI: http://goo.gl/5OESlO – Compatível com Kindle, da Amazon (e-readers e aplicativo).

Veja aqui as checagens do primeiro turno:

programa-19

Programa #01

19 de agosto

programa-19

Programa #02

21 de agosto

 

Programa #03

23 de agosto

 

programa-19

Programa #04

26 de agosto

 

programa-19

Programa #05

28 de agosto

Programa #06

30 de agosto

 

programa-19

Programa #07

2de setembro

 

programa-19

Programa #08

4 de setembro

programa-19

Programa #09

6 de setembro

programa-19

Programa #10

9 de setembro

 

programa-19

Programa #11

11 de setembro

 

Programa #12

13 de setembro

 

Programa #13

16 de setembro

 

Programa #14

18 de setembro

 

Programa #15

20 de setembro

programa-23-2

Programa #16

23 de setembro

 

programa-25

Programa #17

25 de setembro

 

programa-27

Programa #18

27 de setembro

programa-30-2

Programa #19

30 de setembro

 

programa-2

Programa #20

2 de outubro

 

Veja aqui as checagens do segundo turno:

Programa #21

1o de outubro

Programa #22

11 de outubro

Programa #23

13 de outubro

Programa #24

14 de outubro

Programa #25

15 de outubro

Programa #26

16 de outubro

Programa #27

17 de outubro

Programa #28

18 de outubro

Programa #29

20 de outubro

Programa #30

21 de outubro

Programa #31

22 de outubro

Programa #32

23 de outubro

Programa #33

24 de outubro

Quem faz o Truco?

O Truco é um projeto realizado pela equipe da Agência Pública de Jornalismo

Alexandre De Maio (ilustrações)

Andrea Dip

Bruno Fonseca

Ciro Barros

Giulia Afiune

Jessica Mota

Luciano Onça

Marina Amaral

Marina Dias

Marcelo Grava

Maurício Moraes

Natalia Viana

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

  • Eliza Capai

    excelente iniciativa! que seja um jogão!

  • Victor

    Será que um dia veremos um jogo só com Zaps?

  • Felipe

    Muito legal e importante o projeto! Adorei a linguagem! Parabéns!

  • Taty Barros

    Que ideia foda! é do tipo que eu gostaria de ter tido antes!

  • Thais

    GENIAL!!! Que comece o jogo!

  • Galvão

    O truco que foi concedido à equipe de campanha da Dilma Rousseff, seria dispensável se alguém da equipe acessasse o Google e pesquisase: “obras do governo federal”. São centenas de links disponíveis.

    • Bom. Então você pode também pesquisar no google as obras na China, na Rússia e até na Índia e comparar. Antes de afirmar alguma coisa, a equipe dela deveria ter feito as comparações adequadas e mostrar os números destas comparações. Achei um truco válido. (Quero ver as obras do governo federal “”concluídas”” nos últimos 4 anos e não as iniciadas)

      • Galvão

        Num pais em que ao chegar
        ao governo, o PT não encontra qualquer PROJETO de infraestrutura, você está
        abusado do direito de ser parcial, pois sem projeto nada se faz. Tem obras em
        andamento, que extrapola períodos de governo, mesmo com reeleição. Não seja
        desonesto, ou seja, mas não torne isso público. Em 12 anos não se entrega um país pronto e acabado, mas pelo menos muitas obras já foram concluídas e outras estão em andamento.

        • Então compara as obras iniciadas nos outros países também. Mesmo parâmetro… A coisa vale para o Brasil e é bem estranho afirmar o que ela afirmou a nível global.

          • Galvão

            Você deve ser meio retardado. Responder um comentário feito há 20 dias atrás tem a agilidade de um caramujo. Passo!

      • Antipetista

        Cara, com PTRALHA não se discute. É aquela afirmação: – NÃO DISCUTA COM IGNORANTE, PORQUE VOCÊ CORRE O RISCO DE CHEGAR AO NÍVEL DELE E SER DERROTADO.
        A DILMA NÃO FEZ PORRA NENHUMA PARA ESTE PAÍS. FICA MENTINDO E MAQUIANDO NÚMEROS PARA OS OTÁRIOS E INCAUTOS.
        FORA DILMA, LULALALAU E PT!!!!!!

        • Hemys

          Amigo, vamos com calma! Muda esse seu nome de “Antipetista” para Coxinha Fascista! Abs

    • Leonardo Ruoso

      O truco foi uma forma bastante gentil de permitir à equipe que elucide as informações.

      A aposta da campanha parece ser na memória curta da militância, pois não é tarefa simples comparar investimentos em diferentes períodos históricos.

      Será mesmo que as obras realizadas em outros períodos são menores? Foram construídas mais rodovias do que na época de construção de nossa malha rodoviária? Foram construídas mais ferrovias que na época da construção de nossa já desativada em grande parte malha ferroviária? Foram construídos mais prédios públicos que na época da construção de Brasília? Foram construídos mais estádios que na época da Ditadura? Foram realizados mais investimentos em telecomunicações e eletricidade que na época da implantação do Sistema Telebrás e da construção de Itaipú? E os investimentos na remodelagem do Rio de Janeiro que resultaram na criação de favelas foram maiores ou menores que as obras urbanas realizadas recentemente?

      E quanto ao resto do mundo, bem, aí é até engraçado, que a pessoa tem de nunca ter ouvido falar de Highways ou Autobans, nem do túnel que interliga Inglaterra e França, nem da reurbanização de Lisboa, nem a despoluição de grandes rios europeus, nem as malhas cicloviárias de Dinamarca ou Holanda, nem a reforma do Centro comercial de Estocolmo, nem dos guerreiros de terracota, das pirâmides ou tantas obras faraônicas já construídas pela humanidade.

      Foi uma argumentação profundamente tosca…

      • Galvão

        Tá doido companheiro? A Dilma não falou que fez mais obras que todos países nos últimos 500 anos. Se restringiu ao Brasil numa comparação com os governos neo liberais. Em tempo: Você esqueceu de incluir: O Canal de Suez, o do Panamá, o Taj Mahal, O Colosso de Rodes. Só espero que haja honestidade no trabalho do site.

  • Jenny Choe

    Se precisarem de colaboradores, estamos de olho!

    ;)

  • Rogerio Boo

    Incrível!! Que cartada!! Truuuuuuuco!!

  • Rafael Cabral

    Parabéns pela iniciativa, muito bacana mesmo =)

  • Marilia Gil

    AMEEEEIIII

  • Diogo de Souza

    Que ideia excelente, parabens a toda equipe pela iniciativa. Acho que todo eleitor realmente interessado em saber o que dizem os candidatos deveriam consultar e divulgar esse site!!!

  • Tom Tsphase

    Não sei se vocês raciocinaram acerca do maior esquema de suborno que a Friboi está promovendo nessas eleições. Nada menos que R$ 51 milhões em doações a partidos e candidatos distribuídos sem preconceito entre situação e oposição. Para se ter uma ideia, apenas no primeiro mês de campanha, a Friboi foi a principal doadora de Dilma e Aécio, ou seja, R$ 5 milhões cada. Então, a gente faz uma pergunta inocente: Qual é o objetivo, a finalidade dessas doações? Se a minha pessoa tivesse dinheiro sobrando para doar até mesmo para políticos, com certeza eu doaria ao candidato que eu vou votar, para investir numa melhor campanha e ampliar as suas chances de vitória, e jamais doaria para todos indiscriminadamente. Essa é a atitude esperada por toda pessoa honesta. O que a Friboi pretende é doar principalmente ao vencedor das eleições. Aliás, se a empresa tivesse como saber antecipadamente quem ganharia a eleição, com certeza centralizaria toda a verba ao candidato que seria eleito. Toda essa preocupação só tem uma explicação: A Friboi pretende que o próximo governo pegue leve e faça vistas grossas com alguma maracutaia pesada, envolvendo o BNDES, em que esses R$ 51 milhões não significa nada, porque ela pode distribuir muito mais. Me refiro à empresa que mais fez doações, pois há outras como a Ambev, que destinou R$ 4 milhões ao PT e R$ 1,2 milhão ao PSDB.

    • Lucas

      Por isso eu apoio a reforma proposta pelo candidato ao Senado, Aguimar Jesuíno. Ele propõe extinguir a participação de capital privado nas campanhas eleitorais.Do jeito que tá, o Brasil fica nas mãos de empresas privadas.

      • Rick

        E como será garantido que não vai continuar a “doação” tipo Friboi???

  • Léo Guilherme

    Genial

  • Patricia Cella

    Sempre desejei que algum jornalista fizesse isso!!! Parabéns!!!

  • Guest

    Teste…

  • Rodrigo Barbosa

    Material muito bom….. deveria estar em outras mídias também…..

  • Jean Carlos Oliveira Santos

    Por favor, concertem o link para o programa 4, não há hiperlink na imagem como nos outros.

  • Pati

    Vocês podiam comentar o debate de ontem (26/08) na Band.

  • Aline Storck

    Muito bom, era disso que precisávamos!!!

  • Matheus Zózimo Koveroff Bellin

    Os links das checagens dos programas #5 e #6 estão dando “404 Not Found”. O que ocorreu?

  • Jean Carlos Oliveira Santos

    O hyperlink dos programas 5 e 6 está incorreto (erro 404).

  • Graça Araújo

    Quais as vantagens e desvantagens da autonomia do Banco Central?

  • Geraldo

    PErfeito!PArabéns! Divulgando já!

  • Glauce Araujo P

    Excelente iniciativa! Se fosse possível fazer com os candidatos aos governos estaduais…

  • Muito bacana a iniciativa! Parabéns!

  • Julio

    Ei, podia mesmo ser um jogo de cartas, hein! Estimularia o debate político entre família, amigos…de uma forma divertida!
    []´s

  • Marcelo Oliveira Rosa

    Cadê os outros programas? Parou no 15?

  • Stefano Costa

    GENIAL! Infelizmente descobri esse site incrível só agora, mas antes tarde do que nunca. Aliás, ainda tá em tempo.
    Muito obrigado por elevar o nível do debate político.

  • exidco

    Genial a inciativa. Até para criticar precisamos saber a fundo o assunto. Parabéns!

  • klarekerry31

    DILMA E O BANCO BRICS CONTRA A POLITICA DO DOLAR INFLACIONADO E HEGEMONICO!!

    BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul) Summit foi um acontecimento MUITO importante, ainda mais importante do que a Copa do Mundo de futebol, que também ocorreu no Brasil em torno do mesmo tempo.Os paises do BRICS [Brasil, India, Russia, China, Africa do Sul] selaram o acordo para a criação de desenvolvimento do banco BRICS um banco e um fundo de reserva $ 100 bilhões, rotulado de “Arranjo reserva de Contingência”, que promete ajudar as nações em desenvolvimento evitar “pressões de liquidez de curto prazo, promover uma cooperação maior entre os paises do BRICS, e fortalecer a rede de segurança financeira global e complementar como tambem balancear a já existente do FMI dominante.