Agência de Jornalismo Investigativo

Valor destinado a 2% dos beneficiários não corresponde a um terço do total, como afirmou o político do PDT

29 de agosto de 2017
O ex-governador Ciro Gomes (PDT), em entrevista ao Pânico, da rádio Jovem Pan.
O ex-governador Ciro Gomes (PDT), em entrevista ao Pânico, da rádio Jovem Pan (Foto: Reprodução)

“O problema [da Previdência] é que 2% dos beneficiários levam mais de um terço dos benefícios.” – Ciro Gomes (PDT), pré-candidato à Presidência da República, em entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan

ExageradoO pré-candidato à Presidência e vice-presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Ciro Gomes, afirmou em entrevista no dia 9 de agosto que mais de um terço dos benefícios da Previdência Social é destinado a apenas 2% dos beneficiários. O Truco – projeto de checagem de fatos da Agência Pública – analisou a declaração, considerando os diferentes regimes de contribuição existentes no país, e concluiu que Ciro usou um dado exagerado.

A reportagem entrou em contato com a assessoria do candidato repetidas vezes desde o dia 10 de agosto, solicitando a fonte das informações, mas não obteve retorno. Como Ciro Gomes não deixou claro sobre a que regime previdenciário se referia – e a assessoria de imprensa do candidato não respondeu às solicitações –, o Truco checou os números do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) e do Regime Próprio da Previdência Social (RPPS).

Todo trabalhador com carteira assinada está automaticamente vinculado ao RGPS e, por isso, aposenta-se pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Já o RPPS é o modelo destinado aos servidores públicos federais.

De acordo com o quadro 12 do Boletim Estatístico da Previdência Social de junho (última edição disponível quando foi produzida esta checagem), que traz os dados do RGPS, o valor total dos 29.404.597 benefícios pagos para aposentados naquele mês foi de R$ 36,5 bilhões (R$ 36.572.781.433). Se forem considerados também os benefícios assistenciais e os benefícios por legislação específica, o total sobe para 34.029.485, que custaram R$ 44,8 bilhões (R$ 44.854.111.408).

A assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão também encaminhou uma tabela com a evolução do número de servidores públicos federais aposentados e pensionistas neste ano. Todos recebem pelo RPPS. De acordo com os números do Painel Estatístico de Pessoal, 634.908 beneficiários receberam R$ 13,3 bilhões (R$ 13.373.253.746) em junho. Desse total, foram pagos R$ 8,5 bilhões (R$ 8.558.386.578) para 394.178 aposentados.

Considerados os dois regimes em conjunto, os beneficiários do RPPS representam 1,8% do total e ficam com 22,96% dos benefícios da Previdência – cerca de um quarto dos recursos. Já os do RGPS são 98,16% e recebem 77,03% do volume. A situação não é muito diferente se for analisada apenas a parcela dos aposentados nesses dois regimes. No RPPS, que tem 1,32% do total, estão concentrados 18,96% dos recursos, ou seja, aproximadamente um quinto da despesa. Já para o RGPS, que conta com 98,67% deles, vai 81,03% do dinheiro.

Os números mostram que uma pequena parcela dos aposentados fica proporcionalmente com um grande volume dos recursos, como quis apontar Ciro Gomes. Mas em nenhum dos cenários analisados pelo Truco o pré-candidato acertou os dados. O presidenciável apontou uma tendência correta, mas exagerou nos números. A assessoria de Ciro – que teve 19 dias para enviar as fontes da afirmação e ignorou o pedido – disse que “o dado ainda reflete uma desigualdade absurda no que diz respeito aos benefícios da Previdência”. Informou ainda que mandaria uma resposta com dados após a publicação do texto, sem definir uma data.

Truco

Este texto foi produzido pelo Truco, o projeto de fact-checking da Agência Pública. Entenda a nossa metodologia de checagem e conheça os selos de classificação adotados em https://apublica.org/truco. Sugestões, críticas e observações sobre esta checagem podem ser enviadas para o e-mail truco@apublica.org e por WhatsApp ou Telegram: (11) 96488-5119. Acompanhe também no Twitter e no Facebook. A partir do dia 30 de julho de 2018, os selos “Distorcido” e “Contraditório” deixaram de ser usados no Truco. Além disso, adotamos um novo selo, “Subestimado”. Saiba mais sobre a mudança.

Mais recentes

Marina Silva participa de evento da CNA, em agosto de 2018: não há estudos que confirmem dado citado pela candidata

Marina Silva usa dado inexistente sobre leitos ociosos no SUS

20 de setembro de 2018 | por

Candidata da REDE afirma que taxa de ociosidade no sistema é de 50%, mas ministério não possui estatística nacional

Geraldo Alckmin (PSDB) discursa durante o evento da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), em agosto: total de homicídios em SP superou o de cidades americanas citadas

Com dado discutível, Alckmin diz que homicídios em Washington e Chicago superam SP

19 de setembro de 2018 | por

Candidato fez comparação para tentar mostrar seu bom desempenho na área de segurança, mas frase pode ser interpretada de duas maneiras

Comemoração do Dia Nacional de Luta das Pessoas Deficientes na Câmara dos Deputados, em 2016: dados sobre essa parcela da população foram exagerados pelo candidato

Eymael exagera dado sobre crianças e jovens com deficiência

18 de setembro de 2018 | por

Levantamentos do IBGE mostram que parcela dos brasileiros nessa condição é menor do que o porcentual citado pelo candidato

Truco!

Arruda promete que menos imposto reduz preço do gás, mas repasse do desconto é incerto

21 de setembro de 2018

Redução do ICMS não garante que o custo ao consumidor irá cair na mesma proporção, pois atravessadores podem aumentar margens de lucro

Helder Barbalho diz que construiu o estádio municipal de Ananindeua, mas a obra nunca foi concluída

21 de setembro de 2018

Em visita ao local em que teria sido construída a praça esportiva, na periferia de Ananindeua, o Truco nos Estados concluiu: o estádio citado por Helder nunca existiu.

Correto: Adalclever Lopes foi eleito presidente da Assembleia por unanimidade em duas ocasiões

21 de setembro de 2018

Em 2015, ele era o candidato de uma chapa única e, na reeleição em 2016, também foi o único a pleitear a presidência da casa

Explore também

Em artigo escrito da prisão, Lula distorce dados

25 de maio de 2018 | por , , e

Ex-presidente critica situação atual do país, sem revelar que parte dos problemas começou no segundo mandato de Dilma Rousseff

Pai de primo de Aécio confirma desabafo: “Ele não honra a memória do pai e do avô”

22 de maio de 2017 | por

Checamos se é verdadeiro o desabafo, que circulou nas redes sociais, do pai de Frederico Medeiros, preso por buscar propina que seria destinada ao senador

O senador Romero Jucá (PMDB-RR), ex-ministro do Planejamento de Temer

3 blefes do discurso de Romero Jucá no Senado

24 de maio de 2016 | por

Após a revelação de gravações em que tenta frear a Lava Jato, parlamentar deixou o ministério do Planejamento, voltou ao mandato no Congresso e fez um discurso para tentar se defender