Agência de Jornalismo Investigativo
Especial

8M: Mulheres latinas enfrentam onda conservadora

O movimento feminista está hoje no centro da luta contra o conservadorismo e o avanço do fundamentalismo na América Latina. Grupos e coletivos de mulheres e LGBT têm se articulado para impedir retrocessos em direitos e propor avanços na legislação sobre direitos sobre o próprio corpo, direitos ao aborto legal, seguro e gratuito – pauta histórica do movimento – maternidade, trabalho, acesso à terra, à equidade de direitos.

Neste oito de março, dia internacional da mulher — o 8M, a Agência Pública ouviu vozes diversas nessas lutas, em países da América Latina: Argentina, Bolívia, Chile, Equador, México e Uruguai, além do Brasil.

Neste especial

Mais recentes

Microbolsas acesso à internet

24 de maio de 2021

Reportagens da 13ª edição do concurso

Caso K

15 de abril de 2021

Falecido em 2014, empresário teria mantido, durante décadas, um esquema de aliciamento de crianças e adolescentes para a prática de exploração sexual dentro da icônica sede da empresa, em São Caetano do Sul, além de outros locais em Santos, São Vicente, Guarujá e Angra dos Reis

Agência Pública + 10

22 de fevereiro de 2021

Veja a programação completa da comemoração do aniversário da primeira agência de jornalismo investigativo sem fins lucrativos do Brasil