AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Reportagem Pública, agora em e-book

Livro reúne as 12 reportagens investigativas produzidas por repórteres independentes para a Pública

Reportagem Pública

O projeto Reportagem Pública, que reúne 12 reportagens investigativas financiadas coletivamente, via crowdfunding, agora está disponível em formato e-book. O livro pode ser adquirido na loja da Amazon para leitura tanto em e-readers Kindle como no aplicativo Kindle, disponível para smartphones e tablets com os sistemas operacionais iOS e Android. As matérias foram produzidas por jornalistas independentes e escolhidas após votação dos 808 apoiadores do projeto.

[relacionados]

Entre os temas tratados nas reportagens estão: a distribuição de obras da Copa e Olimpíada entre quatro grandes empreiteiras; a dificuldade de se realizar o aborto legal; as explosões de carros modelo Vectra da General Motors no Brasil; a briga de moradores da cidade de São Lourenço (MG) contra a extração de água pela Nestlé; as obras de transposição do rio São Francisco; os desaparecimentos não esclarecidos de pessoas no Rio; os assassinatos na periferia de São Paulo pela polícia em 2012; o presídio privatizado de Ribeirão das Neves (MG); e a indústria da água, entre outros.

Quatro das matérias foram premiadas. A reportagem “Dor em dobro”, sobre aborto legal, venceu o Prêmio SindhRio de Jornalismo e Saúde 2014 na categoria website. Já “Defeitos de fábrica: as explosões da GM no Brasil” e “Em guerra contra a Nestlé” ficaram em segundo lugar na categoria online do 31º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo 2014, do Movimento de Justiça e Direitos Humanos. “Quanto mais presos, maior o lucro”, de Paula Sachetta, ficou em terceiro lugar na mesma categoria.

O link para download é http://www.amazon.com.br/gp/product/B00QSDNRBC.

Tags: , ,

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

Acima de qualquer suspeita

| por | 30 de novembro de 2016

Alvo de sete acusações no CNJ e punido em um único processo, o desembargador Luiz Zveiter concorre pela segunda vez à presidência do TJ-RJ após mudança de regra do tribunal permitir a reeleição

Acima de qualquer suspeita

| por | 30 de novembro de 2016

Alvo de sete acusações no CNJ e punido em um único processo, o desembargador Luiz Zveiter concorre pela segunda vez à presidência do TJ-RJ após mudança de regra do tribunal permitir a reeleição