Agência de Jornalismo Investigativo

Jamil Chade

Com viagens a mais de 70 países, Jamil Chade percorreu trilhas com imigrantes, visitou acampamentos de refugiados na Europa, África e Oriente Médio e entrevistou membros de governos acusados de crimes de guerra. Correspondente na Europa há quase 20 anos, Chade foi eleito um dos 40 jornalistas mais admirados do Brasil e melhor correspondente brasileiro no exterior em duas ocasiões. Chade faz parte de uma rede de especialistas no combate à corrupção organizada pela Transparência Internacional e foi um dos pesquisadores da Comissão Nacional da Verdade, estabelecida para investigar os crimes da Ditadura. Nos últimos dez anos, Chade publicou cinco livros no Brasil e nos EUA. Dois deles foram finalistas do Prêmio Jabuti. Na Suíça, também recebeu o prêmio Nicolas Bouvier por sua obra sobre a fome.


Mais recentes

Não digam que eu não avisei

4 de agosto de 2017 | por

Em novo livro com documentos inéditos, jornalista Jamil Chade revela que caos nas contas da Rio 2016 era conhecido há anos pelo Comitê Olímpico

Documentos da Cruz Vermelha revelam massacre de indígenas na ditadura

24 de outubro de 2016 | por

Trabalhos forçados, miséria e doenças levaram povos "à beira do extermínio" na década de 1970, registram informes confidenciais do Comitê Internacional da entidade

O futebol no banco dos réus

12 de novembro de 2015 | por

O jornalista Jamil Chade fala sobre a Fifa depois do terremoto que começou na Copa e levou à prisão os cartolas da entidade maior do futebol

A falência moral da FIFA

12 de junho de 2014 | por

Encastelados em um centro de convenções na zona sul de São Paulo, dirigentes do futebol mundial apoiam Joseph Blatter às vésperas da Copa mais controversa da história