Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

Reportagem

Nossas investigações são baseadas em fatos, documentos, cruzamento de dados e entrevistas.

CABEÇAS CORTADAS, CORPOS INSEPULTOS

20 de junho de 2011 | por e

As versões sobre a morte dos guerrilheiros do Araguaia nem sempre coincidem. Até hoje não se sabe exatamente quantos tiveram as cabeças cortadas e os corpos abandonados

NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE 25 MORTOS NO ARAGUAIA

20 de junho de 2011 | por e

Confira uma lista com detalhes e versões sobre os 25 guerrilheiros desaparecidos no Araguaia

Mais veloz e mais furioso – a proteção americana a um cartel mexicano

15 de junho de 2011 | por

O traficante mexicano Vicente Zambada Niebla promete revelar diante de uma corte federal em Chicago que operava sob a proteção das autoridades norteamericanas.

Documento de defesa – Vicente Zambada

15 de junho de 2011 | por

Documento descreve como traficante mexicano pretende acusar EUA de acobertar tráfico

Militares de forças especiais dos EUA atuaram em 18 países latinoamericanos em 2009

9 de junho de 2011 | por

Documento preparado a pedido de congressistas os EUA indica que o 7º Grupo de Operações Especiais conduziu operaçõesem quase todos os países latinoamericanos

Os fantasmas que rondam a morte de Salvador Allende

6 de junho de 2011 | por

Um juiz está investigando a morte de Salvador Allende para confirmar detalhes históricos sobre um dos episódios mais dramáticos da história chilena

Análise: As ligações do HSBC com o regime de Gaddafi na Líbia

1 de junho de 2011 | por

Documento revela os altos investimentos do governo Líbio, ao no valor de cerca de $ 56 bilhões de dólares, que eram feitos através do banco HSBC.

O banco HSBC e seu papel controverso no Egito de Mubarak

1 de junho de 2011 | por

O HSBC está sendo acusado de ter ajudado a enriquecer autoridades e empresários egípcios hoje investigados por corrupção

“Houve mais camponeses mortos no Araguaia do que se fala”

3 de maio de 2011 | por

Em entrevista, ex-mateiro do exército diz que ainda há muito a se descobir sobre a guerrilha