Buscar
Agência de jornalismo investigativo

Mais recentes

Intimidade violada

Por

Da cantada de rua aos cursos de formação de predadores, mulheres são alvo de um jogo criminoso de assédio e se insurgem contra a tolerância cúmplice da sociedade

Truco! Programa #22 – 11 de outubro

Por

Truco, Dilma! “Estou propondo a implantação de cinco medidas no combate à impunidade, pois a impunidade é o mal que alimenta a corrupção” Dilma Rousseff Medida 1: Aprovar uma lei que transforme em crime e puna com rigor os agentes públicos que enriquecem sem justificativa ou não demonstrem a origem dos seus ganhos. Desafiamos a

O estopim da crise

Por

O Pastor Silas Malafaia detonou o programa de Marina no twitter “no que tange aos direitos dos gays”; menos de 24 horas depois o programa mudou

Esperança perdida

Por

Na 3a reportagem da série "Cartas na Mesa" movimentos LGBT lamentam recuo de Marina Silva na defesa e proteção da igualdade de direitos

Ex-detenta que ganhou processo por parto com algemas fala pela primeira vez

Por

Carta enviada por mãe de ex-detenta deu origem a processo judicial

Maternidade condenada

Por

Mesmo protegidos por diversas leis e tratados internacionais, mães encarceradas e seus filhos têm direitos violados

Como um sonho ruim

Por ,

Adolescentes falam do suicídio das meninas que tiveram imagens íntimas expostas na internet e revelam como é amadurecer em um mundo em que o virtual é real

Como um sonho ruim

Por ,

Adolescentes falam do suicídio das meninas que tiveram imagens íntimas expostas na internet e revelam como é amadurecer em um mundo em que o virtual é real

“No mundo online eu posso me editar” diz especialista

Por ,

Em entrevista exclusiva à Pública, Luís Mauro Sá Martino, o doutor em ciências sociais e autor do livro “Comunicação e Identidade: quem você pensa que é?” faz uma reflexão sobre a construção da identidade na era digital.

Contra o crack, disciplina, oração e trabalho

Por

Comunidades terapêuticas religiosas são maioria na terceirização do combate ao crack promovida pelo governo federal. Para deputado que lidera o tema, drogadição é “desvio de caráter”

Clandestinas

Por

A cada dois dias, uma brasileira (pobre) morre por aborto inseguro, um problema de saúde pública ligado à criminalização da interrupção da gravidez e à violação dos direitos da mulher

Lei é eficaz para matar mulheres, diz especialista

Por

O ginecologista e obstetra Jefferson Drezett, que há mais de 10 anos coordena um serviço de abortamento legal no país explica porque o aborto pode ser considerado um problema de saúde pública

Violações marcaram processos contra milhares em MS

Por

Livro retoma a nebulosa história da operação policial que invadiu uma clínica em Campo Grande (MS) e criminalizou quase 10 mil mulheres

Eles assistem tudo, depois é a vez deles

Por

Nos presídios de SP, crianças são obrigadas a assistir às revistas vexatórias das mães e a se despir diante das agentes para poder visitar os pais

Quem dera ser um peixe

Por ,

Enquanto o Ceará sofre um dos períodos mais crueis de seca de todos os tempos, Governo do Estado investe R$ 285,7 milhões em aquário

O Rio que viola Direitos Humanos

Por ,

Na segunda edição do dossiê “Megaeventos e Violações dos Direitos Humanos no Rio de Janeiro”, Comitê Popular da Copa mostra que há pouco o que comemorar

“Vou bombar para cobrar mais na Copa”

Por

De olho no mundial, travestis vão de Fortaleza para São Paulo colocar próteses de silicone através de uma rede de tráfico de pessoas que cresce com a chegada do megaevento

O que as mulheres têm a ver com a Copa?

Por

Advogada diz que o tráfico interno de mulheres para a Copa já ocorre em Fortaleza e apresenta documentário inédito, que discute o papel das mulheres no megaevento

Dow como patrocinadora contraria espírito olímpico, acusa ONG

Por

Dona da empresa responsável por um enorme desastre ambiental ocorrido na Índia em 1984, Dow Chemical se recusa a reparar vítimas e danos que ainda afetam a saúde da população

Na hora de fazer não gritou

Por

Essa frase, ouvida por muitas mulheres na hora do parto, é uma das tantas caras da violência obstétrica que vitima uma em cada quatro mulheres brasileiras. Nossa repórter foi uma delas

Violência no parto vende cesárea, diz pesquisadora

Por

"O parto é um momento ritual onde o lugar da mãe e do bebê são marcados socialmente. Um marcador desse seu lugar social"