Agência de Jornalismo Investigativo

“Amazônia em Disputa” é um projeto especial da Agência Pública com o objetivo de investigar a atuação das agências governamentais em meio à disputa predatória por terra na maior floresta tropical do planeta.

Durante três meses, levantamos e cruzamos dados sobre o Incra, a Funai, o ICMBio e o Serviço Florestal Brasileiro buscando avaliar o controle do Estado sobre o território e a execução das políticas públicas de prevenção ao desmatamento e aos conflitos por terra.

Munidos desses dados, partimos para mais três meses de reportagens em campo nos estados do Pará e Mato Grosso – os mais desmatados da Amazônia – com o objetivo de apurar o resultado dessas políticas na vida dos que ali vivem.

Do destino dessas comunidades – extremamente vulneráveis – depende o futuro da floresta, como constatamos ao longo dessa investigação.

Aqui você tem acesso ao resultado completo desse trabalho por meio de vídeos, fotos, mapas, infográficos e reportagens.

Comentários

Mais recentes

Baía 360

14 de Maio de 2018

Uma série de videorreportagens em Realidade Virtual

Coleção Particular

27 de novembro de 2017

Produto do quarto LAB realizado na Casa Pública, este especial transmidia investiga o roubo de espaços públicos por agentes privados - muitas vezes com a conivência de governos.

Amazônia resiste

7 de novembro de 2017

O projeto “Amazônia Resiste” é uma ampla investigação jornalística da Agência Pública sobre a resistência indígena em vários pontos da maior floresta tropical do mundo.

Explore também

O desmanche da Constituição

19 de outubro de 2017 | por

Levantamento da Pública mostra que indígenas, quilombolas e trabalhadores estão entre os que mais perderam direitos constitucionais no governo Temer; saúde, educação e meio ambiente também foram afetados

Executivos tentaram influenciar EUA sobre nacionalização do gás na Bolívia

8 de julho de 2011 | por

Em conversas com diplomatas americanos em 2006, representantes da Shell e British Gas exageraram nas previsões e deixaram clara sua irritação com decreto de Evo Morales

Judiciário gasta mais de R$ 85 milhões em um mês com pensões

5 de Março de 2018 | por e

São mais de 4 mil pensionistas que recebem benefício após a morte de parente; com base em lei antiga, muitos ainda recebem pensão vitalícia