Buscar
Agência de jornalismo investigativo

Mais recentes

Parte IV: No horizonte, a retirada das tropas…

Por ,

Ex-representante da OEA reclama de interferência políticae diz que missão de segurança perdeu sentido depois do terremoto

HAITI. Relatório da ONU: atividades da Minustah em 2007

Por

Relatório da ONU: as missões de paz em 2010

Por

HAITI. Relatório da ONU: O estado da disciplina na Minustah em 2005

Por

HAITI. Relatório da ONU: atividades da Minustah em 2008

Por

LAOS: Bombas da guerra do Vietnã ainda matam camponeses

Por

Há cerca de 80 milhões de bombas que não explodiram ainda em todo Laos—são os resquícios letais de uma guerra secreta contra os comunistas levada a cabo pelos Estados Unidos há quatro décadas.

Colômbia: Como encontrar os desaparecidos enterrados pelos paramilitares?

Por

Há 52 mil desaparecidos na Colômbia, a maioria por conta da ação de paramilitares na década de 90.

Faça parte

ÍNDIA: Indústria de cigarros bidis contra a saúde pública

Por

Tigres de fumaça: a Índia e a Indonésia são os maiores desafios para a mudança global de regras sobre o tabaco

CIA treina assassinos para agirem no mundo subterrâneo da guerra às drogas

Por

Segundo uma fonte da CIA ouvida pelo repórter do Narconews, esses grupos de extermínio estão agindo contra facções de narcotraficantes no México

As limusines de Hillary

Por

Segundo o Center for Public Integrity, aumentou em 73% o número de limusines compradas pelo governo de Barack Obama – e o campeão é o Departamento de Estado.

A dança dos encapuzados

Por

Desfecho trágico para as greves e passeatas por educação gratuita: um estudante morto pela polícia. A repórter da Pública esteve lá e sentiu a violência na pele.

A alternativa dos estudantes chilenos é a Argentina

Por

Hoje o Chile vive o segundo dia de protestos nacionais em apoio às demandas estudantis. Segundo reportagem do CIPER, estudantes migram para a Argentina para fugir das dívidas.

E enquanto isso, na Colômbia…

Por

Paramilitares mandam e desmandam em cidades da costa pacífica, cobrando taxas a quem quiser comercializar de bananas a ovos e frango

SEMANA WIKILEAKS

Por

15 repórteres, 2.500 documentos, 3 dias. O resultado: 50 matérias inéditas sobre documentos diplomáticos referentes ao Brasil obtidos pelo WikiLeaks.

Amorim: a pedra no meio do caminho

Por ,

Documentos do Wikileaks revelam como o serviço diplomático americano elaborou uma estratégia para (não) lidar com o ex-chanceler e hoje ministro da Defesa Celso Amorim, tido como "esquerdista".

Paquistão: 168 crianças assassinadas pela CIA

Por

Aviões não tripulados da CIA foram usados por Bush e Obama para driblar a lei que não permite seus soldados em território paquistanês. Dano colateral: 168 crianças mortas

Paquistão: a guerra por controle remoto da CIA

Por

A administração Obama depende cada vez mais de ataques aéreos controlados a partir dos EUA para atingir supostos militantes nas regiões tribais do oeste do país

Paquistão: As histórias por trás dos dados

Por

Quando a investigação é levada para além dos números, surgem histórias que revelam a realidade dos ataques de uma guerra secreta

O sítio da tortura

Por

Na zona sul de São Paulo um sítio isolado guarda histórias de terror que podem ajudar a entender um dos pontos obscuros da ditadura, os centros clandestinos de tortura. E a assombrosa colaboração civil

Meu amigo Jobim

Por

Reportagem publicada em 30 de novembro de 2010 mostrava proximidade de Nelson Jobim com embaixadores americanos, que o viam como forte aliado

Greenhalgh e os diplomatas

Por

Em encontros com diplomatas americanos, o ex-deputado federal Luiz Eduardo Greenhalgh teria revelado bastidores do PT, detalhado o funcionamento de caixa dois e chamado o MST de “hipócrita”

Íntegra da resposta de Greenhalgh, enviada por email

Por

Leia a íntegra da resposta de Greenhalgh à Pública
Fique por dentro

Receba conteúdos exclusivos da Pública de graça no seu email.